menu

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


O trabalho está tenso? 6 dicas para aliviar o estresse na rotina

Istock
Imagem: Istock

Priscila Carvalho

Do UOL VivaBem, em São Paulo

11/12/2018 04h00

Metas para bater, prazos para cumprir, projetos e cobranças do chefe. Essa é um pouco da rotina (bem estressante) do mercado de trabalho. E se você é o tipo de pessoa que não consegue separar as responsabilidades na empresa da vida pessoal, não se sinta

É no trabalho que você passa boa parte do tempo, socializa, cria rotinas e se desenvolve pessoal e profissionalmente, por isso é tão difícil separá-lo do cotidiano fora do escritório. Mas também é nesse ambiente que muitos problemas podem ser gerados e, caso não se tome cuidado, o estresse pode piorar sua vida fora dali.

Embora a condição seja uma resposta natural do corpo que pode ser provocada ou desencadeada por diversos fatores, quando está em excesso e acontecendo de forma recorrente, provoca diversos problemas à saúde, como taquicardia, pressão alta e problemas de sono (veja aqui cinco formas como o estresse encurta sua expectativa de vida).

Não existe uma fórmula mágica e perfeita para que as queixas do ambiente profissional sejam esquecidas e não compartilhadas com as pessoas do seu círculo social. Mas se você está vivendo essa fase, abaixo, listamos seis dicas para ao menos aliviar o problema seu no dia a dia:

1. Converse com gestor caso esteja com algum problema pessoal

Istock
Imagem: Istock

Com certeza você já ouviu que não devemos misturar a vida pessoal com a profissional. Mas se há alguma questão particular que está tirando muito sua atenção no trabalho, vale expor o ponto para o chefe. Claro que tudo depende de como é seu grau de relacionamento com ele, mas se houver abertura, destaque e explique pontos que possam estar provocando estresse e, consequentemente, afetando sua produtividade.

2. Observe se as atividades ainda proporcionam motivação 

iStock
Imagem: iStock

Infelizmente não existe trabalho perfeito, sempre teremos tarefas que não nos animam. Mas é importante avaliar: existem aspectos na sua rotina que ainda proporcionam propósito e fazem sentido para você e sua vida profissional? Se sim, já é um ponto positivo. Encontrar satisfação em determinadas funções é crucial para se descobrir dentro da própria área ou até mesmo entender se você precisa buscar atividades novas. 

3. Não dá mais? Comece a mandar currículos 

Istock
Imagem: Istock

É muito comum nos acomodarmos em determinadas funções e ambientes e não procurar uma saída para aquilo. Claro, que em algumas situações, é quase impossível abandonar o emprego atual --todos nós temos boletos para pagar. Mas quando o reconhecimento, motivação e prazer acabam, vale investir em outras empresas, mandar currículos. Em algumas situações, é possível se achar até em outras áreas

4. Procure o departamento de desenvolvimento pessoal da empresa 

iStock
Imagem: iStock

Embora pareça uma tarefa difícil e até intimidadora, procurar o RH (recursos humanos) ou departamento pessoal da empresa ajuda, e muito, a diminuir as relações de estresse dentro e fora do ambiente de trabalho. Você pode conversar com eles sobre problemas internos que você está enfrentando com a equipe, atividades ou mesmo questões de fora da empresa que afetem seu trabalho, tudo dependendo da abertura que a equipe de RH oferece. Normalmente esse tipo de conversa pode ser direta ou mesmo anônima. 

5. Experimente o mindfulness

Junior Lago/UOL
Imagem: Junior Lago/UOL

Mindfulness é diferente da meditação, nessa prática você para e olha para si mesmo, tentando focar a atenção no presente, trabalhando assim para melhorar sua resposta ao estresse. Você pode ter momentos para treinar o mindfulness, focando em coisas que possam fazer vocês desfrutar o hoje, sem remoer o passado e futuro: sinta o banho, caminhe consciente e aprenda a respirar.

6. Invista em hobbies e coisas que gosta

iStock
Imagem: iStock

Ter uma válvula de escape e focar em atividades de que você gosta é fundamental para tentar aliviar os sintomas do estresse. Tente colocar no dia a dia pelo menos uma ação de prazer, que vai variar de pessoa para pessoa. Se gosta de correr, pratique o esporte. Se gosta de tocar violão, invista nisso.

Fontes: Rita Calegari, psicóloga da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo; Fernanda Passoni de Oliveira, psicóloga e mestre em psicologia social e do trabalho e especialista em promoção da saúde. 

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube