menu

Topo

Tudo sobre Hipertensão

Sintomas e tratamentos da doença


Tudo sobre Hipertensão

Morar numa casa fria aumenta risco de pressão alta

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

2018-08-27T13:32:00

27/08/2018 13h32

A temperatura da sua casa pode ser um dos fatores de risco para a pressão alta. A constatação foi apresentada por pesquisadores da University de Londres, no Reino Unido, e publicada no periódico Journal of Hypertension.

Durante o trabalho científico, os pesquisadores coletaram dados da Health Survey for England 2014, que incluiu informações de 4.659 indivíduos com 16 anos ou mais. Inicialmente, cada participante preenchia questionários sobre fatores de estilo de vida.

Em seguida, uma enfermeira mediu a temperatura ambiente de uma sala e avaliou a pressão arterial sistólica e diastólica, ou medidas da força de contração do coração e da resistência nos vasos sanguíneos, respectivamente. Uma pressão sanguínea saudável é considerada entre 90/60 milímetros de mercúrio (mmHg) e 120/80 mmHg.

Eles descobriram que para cada 1 °C de diminuição da temperatura, houve um aumento de 0,48 mmHg na pressão arterial sistólica e 0,45 mmHg na pressão arterial diastólica. Aqueles nas casas mais quentes foram 121,12 mmHg e 70,51 mmHg, respectivamente.

Veja também:

"Nossa pesquisa ajudou a explicar as taxas mais altas de hipertensão, assim como o potencial aumento nas mortes por derrame e doenças cardíacas, nos meses de inverno, sugerindo que as temperaturas internas devam ser levadas mais a sério nas decisões de diagnóstico e tratamento e em mensagens de saúde pública ", disse Stephen Jivraj, um dos autores do estudo.

Os pesquisadores acreditam que o novo estudo fornece evidências suficientemente fortes para aconselhar certos pacientes com hipertensão.

"Sugerimos que os médicos levem em consideração a temperatura interna, já que isso poderia afetar o diagnóstico se alguém tem hipertensão limítrofe, e pessoas com lares mais frios também podem precisar de doses mais altas de medicamentos."

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Mais Tudo sobre Hipertensão