Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica

Programar tempo livre pode ser má ideia; veja como planejar do jeito certo

iStock
Quando se trata de desfrutar de atividades de lazer, as estratégias clássicas de gerenciamento do tempo podem sair pela culatra Imagem: iStock

Do VivaBem

07/07/2018 15h45

Pessoas ocupadas, com o tempo livre cada vez menor, recorrem ao agendamento de tudo, desde o tempo com amigos e família até o sexo com o parceiro. Mas programar o tempo livre nem sempre é uma boa ideia.

Pesquisadores da Ohio State University e da Rutgers Business School, ambas nos Estados Unidos, avaliaram as pesquisas existentes sobre as táticas de gerenciamento do tempo e como elas afetam a absorção, o resultado e o aproveitamento de várias atividades. O resultado da análise, publicado no periódico Current Opinion in Psychology, mostrou que quando se trata de desfrutar de atividades de lazer, as estratégias clássicas de gerenciamento do tempo podem sair pela culatra.

Veja também:

Assim como as tarefas ou tarefas do trabalho, colocar atividades divertidas no calendário aumenta suas chances de concluí-las, mas há um custo, de acordo com a análise dos pesquisadores. Veja a seguir os males do planejamento e como contorna-los, com base nos estudos analisados pelos cientistas.

Preste atenção

A análise mostrou que, independente da pressão do tempo, ter conhecimento das atividades futuras já prejudica o fluxo natural de prazer. Isso porque os compromissos do futuro podem tirar sua atenção do que está acontecendo no presente. Os pesquisadores recomendam resistir à tentação de planejar em excesso e, em vez disso, concentrar-se em uma atividade de cada vez.

Evite especificar horários

Os estudos mostraram que qualquer quantidade de agendamento pode reduzir o prazer das atividades de lazer. Mas essa for a única maneira de encaixar um tempo livre na agenda, os cientistas sugerem designar partes do tempo ao invés de horas específicas. Segundo eles, “depois do trabalho” é melhor do que “às 18h”, por exemplo.

Deixe rolar

Sabemos que até uma pequena folga na semana atiça a vontade de aproveitar ao máximo o dia livre. Mas os estudos mostram que parar obrigatoriamente uma atividade divertida, mesmo que seja para começar outra coisa agradável, afeta subconscientemente sua capacidade de aproveitá-la enquanto ela estiver acontecendo. Esse fenômeno, escrevem os pesquisadores, pode estar relacionado à nossa tendência a subestimar o quanto podemos nos encaixar em blocos de tempo. Para resolver esse problema, deixe o dia se desdobrar sem interferências. Você vai se divertir muito mais e pode se surpreender para onde seu dia vai levá-lo.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube