Topo

Check-up VivaBem

Aqui boato não tem vez! Esclarecemos o que dizem por aí

Comer uma maçã depois da refeição é bom para limpar os dentes?

Check-up VivaBem - maça
Imagem: Priscila Barbosa/VivaBem

Ana Carolina Nunes

Colaboração para o VivaBem

04/07/2018 04h00

Rica em fibras e vitaminas, a maçã é uma fruta versátil, usada em sucos, vitaminas, chás, saladas, tortas e outras sobremesas sofisticadas, além de ser ótima para matar aquela fome que surge no meio da tarde. E sua polivalência vai além da alimentação. Algumas pessoas também costumam dizer que a maçã pode ser uma boa opção para limpar os dentes. Será mesmo que ela funciona como alternativa à escovação

Por que comer maçã ajuda a limpar os dentes?

A maçã é considerada um alimento "detergente" e adstringente. Essas características químicas somadas ao processo físico da mastigação --que gera atrito -- fazem com que a fruta funcione como uma "bucha" de limpeza. Por isso, comer uma maçã após a refeição pode ser uma opção para remover a sujeira superficial dos dentes.

A fruta ainda massageia os tecidos gengivais e aumentam a produção de saliva, o que pode proteger contra a formação de cáries. Por ser dura e fibrosa, ela ainda favorece a mordida (oclusão) e a mastigação. “Quem consome produtos fibrosos e duros como a maçã apresenta menos má oclusão”, diz Marco Manfredini, odontologista do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo. Outro benefício da maçã para a saúde bucal é que ela possui ferro e cálcio. “Em conjunto, essas substâncias protegem o esmalte do dente”, explica Alexandre Bussab, cirurgião-dentista da Dental Saúde.

A maçã não substitui a escovação

Obviamente, comer a fruta deve ser uma "saída de emergência" nos dias em que não há possibilidade de usar a escova e o fio dentalA maçã não remove a placa bacteriana e também não limpa a chamada "margem gengival" --área entre o dente e a gengiva onde é comum o acúmulo de restos de alimentos -- e espaço entre os dentes. 

E, apesar do ferro e do cálcio ajudarem na fortificação do esmalte quando a fruta é ingerida, o açúcar e o ácido da maçã podem causar danos no contato direto com a superfície do dente, principalmente se não houver escovação algumas poucas horas após a ingestão da fruta.

“A maçã serve mais como solução provisória. Jamais devemos substituir a higienização convencional pela ingestão de alimentos detergentes”, alerta a cirurgiã-dentista Yara Moura Brasil. 

Fontes: Amélia Mamede, odontologista e diretora de Promoção da Saúde da Associação Brasileira de Odontologia (ABO); Marco Manfredini, odontologista e secretário-geral do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP); Alexandre Bussab, cirurgião-dentista da Dental Saúde; Yara Moura Brasil, cirurgiã-dentista da SucessOdonto Prime.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube