Saúde

Sintomas, prevenção e tratamento de doenças

Como prevenir o câncer de próstata? 8 perguntas e respostas sobre a doença

iStock
Imagem: iStock

Gabriela Ingrid

Do UOL

02/11/2017 04h10

Um estudo feito pela SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) apontou que 51% dos homens nunca foi a um urologista. A falta de acompanhamento médico atrapalha o diagnóstico do segundo câncer mais comum entre os homens brasileiros: o de próstata. Apesar de frequente, a doença tem grandes chances de cura, principalmente se detectada precocemente. Daí a importância de entender como se prevenir e acabar de vez com o tabu do exame de toque.

O UOL conversou com especialistas e tirou as principais dúvidas em torno da doença. Confira, abaixo, e comece já a cuidar de seu corpo.

1) Afinal, o que é a próstata?

É uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e se encontra na saída da bexiga. Uma próstata saudável tem o tamanho de uma noz. Ela produz a maior parte do sêmen, concentrando as substâncias necessárias para a sobrevivência do espermatozoide e os apoiando na chegada ao óvulo para a fertilização.

A próstata cresce em dois momentos da vida do homem: primeiro, na adolescência, quando há um aumento hormonal (de testosterona), e o segundo, a partir dos 40 anos de idade. Na adolescência, a testosterona torna a próstata funcional, fazendo com que ela produza o líquido prostático e, por consequência, a ejaculação. Não se tem uma explicação por que ela fica estável até os 40 anos e por que a partir dessa idade ela volta a ficar sensível ao hormônio.

iStock
Além do exame de toque, a dosagem de PSA no sangue também é essencial para diagnosticar o câncer de próstata Imagem: iStock

2) O que é o câncer de próstata?

Durante a fase de crescimento da próstata e consequentemente de multiplicação celular, uma única célula cancerígena pode surgir, se proliferando e ocupando o espaço das células saudáveis. Se não controlado, o câncer pode sair da próstata e se espalhar para outras partes do corpo.

3) Quem são as pessoas com maior tendência a esse tipo de câncer?

Existem duas populações mais susceptíveis ao câncer de próstata: pessoas com antecedentes familiares já tiveram a doença, principalmente de primeiro grau (pai, irmão ou tio) e obesos. Estes últimos têm também uma tendência de desenvolver tumores ainda mais agressivos. Além disso, existem também relações com colesterol alto e até mesmo insônia.

4) Ele é mais comum em que idade?

Quando falamos em cuidados da próstata, o homem deve começar a se preocupar aos 50 anos (ou aos 45 anos para quem tem histórico familiar).

iStock
Como é realizado o exame de próstata Imagem: iStock
5) Como são os exames de prevenção?

O câncer de próstata atinge 1 em cada 8 homens. Como o tumor sempre é assintomático no início, o check-up regular se torna necessário para identificar a doença. A vantagem da identificação precoce é a maior chance de cura.

Os exames que devem ser feitos pelo menos uma vez por ano após os 50 anos são a dosagem do PSA no sangue e o exame de toque retal. O PSA é uma proteína produzida exclusivamente pela próstata e que tem seus valores de normalidade. Quando seus níveis estão altos, há suspeita de doença na próstata.

Já no exame de toque prostático, o médico examina a próstata do paciente por meio do toque no ânus. A ideia é a mesma da mamografia, que tem o intuito de detectar nódulos e endurecimento. Esse exame é muito rápido e leva de 7 a 10 segundos.

Apesar de muitos homens se sentirem constrangidos antes do exame e terem preocupação com a dor, o exame não é tão desconfortável como acham. É importante lembrar que não dá para confiar somente no PSA para detectar o câncer. Eles são exames complementares.

6) Quais os sinais e sintomas da doença?

O tumor de próstata é traiçoeiro e silencioso. Ele não tem sintoma. Muitos homens se apegam ao fato de ter algum problema na urina ou na ejaculação, mas ele pode ter um tumor avançado e não ter sintoma nenhum.

7) Tem como prevenir o câncer de próstata?

Não há como mexer no histórico familiar, então é importante dar atenção à obesidade. Evite excesso de carne vermelha e gordura animal e opte por uma alimentação saudável. A prática de atividades físicas também pode ser usada como estratégia de luta contra a obesidade e por consequência ao câncer de próstata.

Vários estudos tentaram relacionar algumas substâncias à prevenção. Um que ficou bastante reconhecido como fator protetor é o licopeno, presente em alimentos vermelhos como o tomate.

8) Quais são os tratamentos para essa doença?

Eles vão depender do estágio da doença. Se o diagnóstico foi precoce, uma cirurgia para remoção da próstata e a radioterapia são indicados. No entanto, quando a doença já está avançada, são indicados bloqueadores hormonais (que inibem o hormônio masculino, que é o alimento da próstata e do tumor) e quimioterápicos.

Fontes: Alex Meller, urologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), e Antonio Corrêa Lopes Neto, urologista do HCor (Hospital do Coração).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
Agência Estado
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Agência Estado
do UOL
Agência Estado
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Agência Estado
AFP
do UOL
do UOL
Topo