menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Como prevenir o câncer de próstata? 8 perguntas e respostas sobre a doença

iStock
Imagem: iStock

Gabriela Ingrid

Do UOL

02/11/2017 04h10

Um estudo feito pela SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) apontou que 51% dos homens nunca foi a um urologista. A falta de acompanhamento médico atrapalha o diagnóstico do segundo câncer mais comum entre os homens brasileiros: o de próstata. Apesar de frequente, a doença tem grandes chances de cura, principalmente se detectada precocemente. Daí a importância de entender como se prevenir e acabar de vez com o tabu do exame de toque.

O UOL conversou com especialistas e tirou as principais dúvidas em torno da doença. Confira, abaixo, e comece já a cuidar de seu corpo.

1) Afinal, o que é a próstata?

É uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e se encontra na saída da bexiga. Uma próstata saudável tem o tamanho de uma noz. Ela produz a maior parte do sêmen, concentrando as substâncias necessárias para a sobrevivência do espermatozoide e os apoiando na chegada ao óvulo para a fertilização.

A próstata cresce em dois momentos da vida do homem: primeiro, na adolescência, quando há um aumento hormonal (de testosterona), e o segundo, a partir dos 40 anos de idade. Na adolescência, a testosterona torna a próstata funcional, fazendo com que ela produza o líquido prostático e, por consequência, a ejaculação. Não se tem uma explicação por que ela fica estável até os 40 anos e por que a partir dessa idade ela volta a ficar sensível ao hormônio.

iStock
Além do exame de toque, a dosagem de PSA no sangue também é essencial para diagnosticar o câncer de próstata Imagem: iStock

2) O que é o câncer de próstata?

Durante a fase de crescimento da próstata e consequentemente de multiplicação celular, uma única célula cancerígena pode surgir, se proliferando e ocupando o espaço das células saudáveis. Se não controlado, o câncer pode sair da próstata e se espalhar para outras partes do corpo.

3) Quem são as pessoas com maior tendência a esse tipo de câncer?

Existem duas populações mais susceptíveis ao câncer de próstata: pessoas com antecedentes familiares já tiveram a doença, principalmente de primeiro grau (pai, irmão ou tio) e obesos. Estes últimos têm também uma tendência de desenvolver tumores ainda mais agressivos. Além disso, existem também relações com colesterol alto e até mesmo insônia.

4) Ele é mais comum em que idade?

Quando falamos em cuidados da próstata, o homem deve começar a se preocupar aos 50 anos (ou aos 45 anos para quem tem histórico familiar).

iStock
Como é realizado o exame de próstata Imagem: iStock
5) Como são os exames de prevenção?

O câncer de próstata atinge 1 em cada 8 homens. Como o tumor sempre é assintomático no início, o check-up regular se torna necessário para identificar a doença. A vantagem da identificação precoce é a maior chance de cura.

Os exames que devem ser feitos pelo menos uma vez por ano após os 50 anos são a dosagem do PSA no sangue e o exame de toque retal. O PSA é uma proteína produzida exclusivamente pela próstata e que tem seus valores de normalidade. Quando seus níveis estão altos, há suspeita de doença na próstata.

Já no exame de toque prostático, o médico examina a próstata do paciente por meio do toque no ânus. A ideia é a mesma da mamografia, que tem o intuito de detectar nódulos e endurecimento. Esse exame é muito rápido e leva de 7 a 10 segundos.

Apesar de muitos homens se sentirem constrangidos antes do exame e terem preocupação com a dor, o exame não é tão desconfortável como acham. É importante lembrar que não dá para confiar somente no PSA para detectar o câncer. Eles são exames complementares.

6) Quais os sinais e sintomas da doença?

O tumor de próstata é traiçoeiro e silencioso. Ele não tem sintoma. Muitos homens se apegam ao fato de ter algum problema na urina ou na ejaculação, mas ele pode ter um tumor avançado e não ter sintoma nenhum.

7) Tem como prevenir o câncer de próstata?

Não há como mexer no histórico familiar, então é importante dar atenção à obesidade. Evite excesso de carne vermelha e gordura animal e opte por uma alimentação saudável. A prática de atividades físicas também pode ser usada como estratégia de luta contra a obesidade e por consequência ao câncer de próstata.

Vários estudos tentaram relacionar algumas substâncias à prevenção. Um que ficou bastante reconhecido como fator protetor é o licopeno, presente em alimentos vermelhos como o tomate.

8) Quais são os tratamentos para essa doença?

Eles vão depender do estágio da doença. Se o diagnóstico foi precoce, uma cirurgia para remoção da próstata e a radioterapia são indicados. No entanto, quando a doença já está avançada, são indicados bloqueadores hormonais (que inibem o hormônio masculino, que é o alimento da próstata e do tumor) e quimioterápicos.

Fontes: Alex Meller, urologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), e Antonio Corrêa Lopes Neto, urologista do HCor (Hospital do Coração).