menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Crianças com autismo são mais propensas a estarem acima do peso, diz estudo

Getty Images
Crianças com autismo tiveram 1,57 vezes mais chances de estar com sobrepeso ou obesidade Imagem: Getty Images

Do UOL VivaBem, em São Paulo

20/10/2018 16h59

Um novo estudo, realizado por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia (EUA), revela que crianças com atrasos no desenvolvimento, incluindo transtorno do espectro autista, têm até 50% mais chances de estar acima do peso ou obesos em comparação com a população em geral. As evidências foram publicadas no periódico The Journal of Pediatrics.

Este é o primeiro grande estudo a demonstrar que crianças pequenas com autismo ou atrasos no desenvolvimento apresentam um risco igualmente alto de desenvolver obesidade.

Entre as crianças com grau de comprometimento e sintomas mais graves foram encontrados um risco maior de desenvolver obesidade aos cinco anos de idade.

Durante o trabalho científico, os autores analisaram 2500 crianças entre os dois e os cinco anos de idade.

Veja também:

Ao analisar os dados, os cientistas descobriram que crianças com autismo tiveram 1,57 vezes mais chances de estar com sobrepeso ou obesidade do que a população em geral. Além disso, crianças com atraso no desenvolvimento tiveram 1,38 vezes mais chances de estar com sobrepeso ou obesidade.

"Essas descobertas deixam claro que monitorar essas crianças para ganho de peso em idade precoce é fundamental, e que os esforços de prevenção devem ser expandidos para incluir não apenas crianças com autismo, mas também aqueles com outros diagnósticos de desenvolvimento", ressalta Susan E. Levy, uma das autoras do estudo.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube