Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

O açúcar demerara é mais saudável que o refinado? Entenda a diferença

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para UOL VivaBem

2019-07-01T04:00:00

01/07/2019 04h00

Resumo da notícia

  • O açúcar demerara tem um pouco mais de minerais do que o refinado, por passar por menos processos
  • No entanto, no final do dia isso não faz tanta diferença, já que o ideal é consumir no máximo 25 gramas de açúcar ao dia
  • Quem quer emagrecer ou tem diabetes deve evitar açúcares. Já quem não tem essas restrições, pode preferir o demerara em receitas

Você conhece o açúcar demerara? Ele é um açúcar de grãos maiores, crocantes e amarronzados, originário da Guiana, na América do Sul ---Demerara é o nome de uma região do país. Muitos o confundem com o açúcar mascavo, pela aparência, mas são alimentos diferentes.

Ele é extraído logo após o cozimento do caldo da cana, sendo um açúcar mais bruto. O demerara passa por um refinamento mais leve e sem aditivos químicos. Esse é um fator que o difere bastante do açúcar branco, que sofre um intenso processo de refinamento. Quanto menor o refinamento, mais marrom será o açúcar, pois estará mais perto do estado bruto da cana. Por isso, o açúcar mascavo é mais escuro, o demerara é marrom claro e o refinado é totalmente branco.

O demerara é mais nutritivo?

Quando comparado com o açúcar refinado ele é sim. O processo de refinamento diminui a concentração mineral do açúcar. Por exemplo: 100 g de açúcar mascavo possuem 127 mg de cálcio, 80 mg de magnésio, 8,3 mg de ferro, 25 mg de sódio e 522 mg de potássio; já no açúcar refinado, essas concentrações caem para 4 mg, 1 mg, 0,1 mg, 12 mg e 6 mg, respectivamente. Do ponto de vista nutritivo, o açúcar demerara, embora seja levemente refinado, se aproxima mais dos valores do açúcar mascavo.

Além disso, no processo de refinamento do açúcar, muitos dos componentes perdidos são empregados pelo organismo na digestão do próprio açúcar. Esses micronutrientes são principalmente o magnésio, o manganês e o zinco, que aparecem em baixíssimas concentrações no açúcar refinado. Assim, a substituição do açúcar comum pelo demerara pode ajudar na digestão do açúcar, reduzindo gases e desconfortos abdominais.

No entanto, é preciso levar em conta que o ideal é consumir quantidades pequenas de açúcar, portanto a presença ou não de minerais no alimento não influencia tanto na quantidade ingerida no final do dia.

Então posso consumir?

Na realidade, os especialistas apontam que o ideal tanto do ponto de vista da saúde quanto do peso, é evitar o açúcar, substituindo-o por adoçantes naturais, como mel, uva passa ou tâmara. Assim, a substituição do açúcar refinado pelo demerara é somente uma forma de reduzir os efeitos nocivos do consumo de um açúcar rico em aditivos químicos. Não se pode esquecer que ambos são, porém, carboidratos com alto índice glicêmico.

Qualquer tipo de açúcar, seja mascavo, demerara ou refinado, traz riscos e contraindicações. Quem possui excesso de peso ou diabetes deve manter distância de qualquer tipo de açúcar.

A recomendação de consumo de açúcar da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de no máximo 25 gramas por dia, o que equivale a 6 colheres de chá. Assim, o açúcar demerara, como qualquer outro, deve ser consumido com moderação.

Também é importante lembrar que o excesso de açúcar pode causar dependência, inclusive com sintomas de abstinência. São comuns os casos de alergia ao açúcar, que pode se manifestar tanto em relação aos naturais quanto aos refinados. Sintomas como erupções cutâneas, diarreia, cólicas e inchaço abdominal podem ocorrer em indivíduos alérgicos, que devem ficar longe do açúcar.

Uma boa dica é trocar o açúcar branco por demerara ou mascavo em receitas de doces e bolos visando um alimento mais saudável. Em combinação com farinha de trigo integral, é possível fazer um bolo mais nutritivo, por exemplo.

Açúcar demerara emagrece?

Se o seu objetivo for unicamente o emagrecimento, substituir o açúcar refinado pelo demerara não muda nada. O açúcar demerara contém menos sacarose e mais melaço que o açúcar branco. Os minerais em maior quantidade do demerara ajudam a balancear a sacarose, mas a diferença é muito pequena em relação ao açúcar refinado.

Mudanças no sabor e consistência

Comparando o sabor, a troca do açúcar branco pelo demerara é muito recomendada, especialmente em receitas de doces, pudins e sorvetes. O açúcar demerara possui um gosto mais caramelizado, pela ausência de aditivos químicos e pelo processo mais leve de refinamento. O gosto se aproxima mais do estado bruto do melaço da cana. Além disso, o açúcar demerara é possui cristais maiores, que demoram mais a dissolver, o que é interessante para a preparação de algumas receitas.

Enquanto o açúcar branco dilui facilmente, o açúcar mascavo está no extremo oposto. Açúcares mais brutos e mais próximos da consistência da rapadura demoram muito mais a diluir. O açúcar demerara é um meio termo entre o branco e o mascavo. Ele tem uma consistência mais próxima do açúcar cristal, com uma tonalidade mais amarronzada. Algumas pessoas podem achar inconveniente utilizar açúcares de grãos maiores e mais duros, que exigem mais mexidas para adoçar a bebida, por exemplo. É mais prático optar por um adoçante líquido, ou pelo açúcar branco, que se dissolve com poucas mexidas. Mas lembre-se: do ponto de vista da saúde, o esforço vale a pena.

Fontes: Marisa Diniz Graça, nutricionista do Hospital Leforte; Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição; e Marcela Voris, nutróloga e membro da Abran.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube