Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Teste do Ursinho Pooh: por que não dá para identificar autismo e TDA assim?

iStock
Imagem: iStock

Nathalie Ayres

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-06-02T17:05:32

02/06/2019 17h05

Resumo da notícia

  • O teste de patologia do Ursinho Pooh está fazendo sucesso da internet e avalia se a pessoa tem traços de depressão, autismo e até esquizofrenia
  • No entanto, esse tipo de diagnóstico não deve ser feito em testes de autoavaliação, já que o momento que a pessoa está vivendo causa viés
  • Por fim, vale destacar que o teste diz ter sido feito com base em uma pesquisa de 2000, mas o diagnóstico dos personagens não corresponde ao estudo
  • Portanto, o teste deve ser usado como uma forma de diversão: se você desconfia ter alguma doença psiquiátrica, procure ajuda especializada

Muitas pessoas têm compartilhado nas redes sociais os resultados do "Teste de Patologia do Ursinho Pooh". Nele a pessoa responde 33 perguntas e recebe um gráfico dizendo qual porcentagem ela atingiu de cada personagem do desenho, cada um representando uma das sete condições psiquiátricas abaixo:

  • TDA (transtorno de déficit de atenção);
  • Ansiedade;
  • TDAH (transtorno de déficit de atenção e ansiedade);
  • TOC (transtorno obsessivo compulsivo);
  • Autismo;
  • Depressão;
  • Esquizofrenia.

"Similar a um horóscopo psiquiátrico"

De acordo com o psiquiatra Rodrigo Leite, coordenador dos Ambulatórios do IPq (Instituto de Psiquiatria) do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), não dá para diagnosticar patologias mentais ou neurológicas em um teste como esse. "Os questionários de autoavaliação normalmente induzem a uma resposta, portanto qualquer um tem a chance de ter um resultado falso positivo, dependendo de como está naquele dia", esclarece.

Por isso a comparação do especialista com um horóscopo psiquiátrico, já que os vieses vão depender de nível educacional e sociocultural, faixa etária, flutuação de humor no dia e circunstâncias da vida daquela pessoa naquele momento. "O diagnóstico psiquiátrico é também uma avaliação do padrão de interação entre pessoas e não somente check-list de sintomas", reforçar Leite.

Ele explica que normalmente o diagnóstico de uma doença psiquiátrica precisa de uma avaliação presencial, que leva em conta o histórico da pessoa e pode durar até mais de uma consulta. "Não costumamos usar escalas nesses diagnósticos", ressalta.

Ou seja, tudo bem você fazer o teste por diversão. Mas se você sempre achou que tem depressão, não espere o teste dar uma porcentagem alta de Bisonho para buscar ajuda especializada, a avaliação de um profissional é a melhor forma de ter certeza de um diagnóstico e também ter acesso ao tratamento adequado.

De onde saiu esse teste?

O site em que ele está hospedado alega que o teste foi feito com base em um estudo publicado no Canadian Medical Association Journal em 2000. De fato um estudo sobre os transtornos psiquiátricos representados pelos personagens desse desenho foi feito e publicado. No entanto os diagnósticos oferecidos pelo site e os apresentados pelo estudo diferem em muitos pontos. No trabalho científico, os cientistas usam do DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) para classificar os personagens com os seguintes problemas:

  • Pooh: TDAH do tipo com déficit de atenção;
  • Leitão: TAG (transtorno de ansiedade generalizada);
  • Bisonho: distimia;
  • Corujão: dislexia;
  • Tigrão: TDAH do tipo impulsivo e hiperativo;
  • Abel: personalidade narcisista;
  • Christopher Robin: futuro transtorno de identidade de gênero na infância.

Já no teste apresentado da internet, Christopher é tratado como uma representação da esquizofrenia, Guru é ligado ao autismo, Abel ao TOC e Bisonho é relacionado à depressão, um quadro mais profundo do que a distimia. Ou seja, houve uma livre interpretação do trabalho acadêmico, o que invalida o embasamento científico que a plataforma prega ter.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube