Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Café te dá vontade de fazer cocô? Culpa não é só da cafeína

iStock
Imagem: iStock

Gabriela Ingrid

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-05-25T09:51:46

25/05/2019 09h51

A relação entre a quantidade de café que você toma e o número de vezes que vai ao banheiro é quase direta. É só tomar uma xícara que a vontade de fazer cocô aparece (pelo menos na maioria das pessoas).

A teoria que explicava esse fenômeno sempre girou em torno da cafeína, que seria um estimulante natural dos movimentos peristálticos --as contrações intestinais responsáveis pela movimentação do bolo alimentar, ou melhor, as futuras fezes. Entretanto, um novo estudo, divulgado durante a Digestive Disease Week no domingo (19), em São Diego, na Califórnia, mostrou que talvez não seja só o composto o culpado pelas idas ao banheiro.

Os pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, deram café 100% arábica para ratos durante três dias e perceberam que a bebida realmente aumentou a capacidade dos músculos do intestino delgado dos animais se contraírem. Entretanto, ao darem café descafeinado aos camundongos, os efeitos foram similares.

"A cafeína pode, sim, ser um dos motivos para o aumento dos movimentos peristálticos, mas a explicação para o descafeinado ter o mesmo efeito estaria no café em si, que aumenta a acidez do estômago e esse excesso poderia acelerar o trânsito intestinal", diz Alexandre de Sousa Carlos, gastroenterologista e médico assistente do departamento de gastroenterologia do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

É claro que, por o estudo ter sido feito apenas em ratos, isso não quer dizer que o mesmo se aplica aos humanos. "É normal os testes ocorrerem primeiro em animais para depois serem feitos em pessoas --e provavelmente novos estudos em humanos virão. Mas já percebemos na prática que a bebida causa sintomas semelhantes em nós", diz Elaine Moreira Ferreira, médica gastroenterologista do Instituto Endovitta.

A médica, no entanto, não recomenda usar o café como remédio para a constipação intestinal. "Estudos como esse não justificam a prescrição da bebida para estimular a ida ao banheiro. A constipação é algo sério e deve ser tratada com uma dieta rica em fibras e ingestão adequada de água", sugere.

O café, na verdade, quando consumido em quantidades adequadas (a dose segura é de até 400 mg ao dia, o equivalente a cerca de quatro xícaras de café), traz muitos benefícios à saúde.

De acordo com Ferreira, há a hipótese que ele é antibacteriano, ajudando no equilíbrio da microbiota intestinal, e contribui no controle da gordura do fígado, além de questões comprovadas de que ele melhora o humor, a função cognitiva, é fonte de nutrientes, como magnésio, potássio, vitaminas B2 e B5, age como antioxidante.

A dica, segundo Carlos, é preciso interromper o consumo do café se ele causar qualquer tipo de desconforto intestinal. "Se a bebida causa diarreia, o indivíduo deve parar de tomar, mas isso não quer dizer que ela é vilã".

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube