menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Estudo feito em animais confirma que ar seco aumenta incidência de gripe

Cecilie_Arcurs/iStock
Imagem: Cecilie_Arcurs/iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-05-15T17:01:31

15/05/2019 17h01

Resumo da notícia

  • Cientistas da Universidade de Yale decidiram investigar como a diminuição da umidade afeta as defesas do sistema imunológico contra a gripe
  • O trabalho científico mostrou que a gripe é mais prevalente quando o ar está seco

Com a chegada do inverno, principalmente pela umidade baixa e tempo seco, é muito comum as pessoas ficarem gripadas. Agora, pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, decidiram investigar como a diminuição da umidade afeta as defesas do sistema imunológico contra a gripe.

Como o estudo foi feito

  • Os cientistas usaram ratos geneticamente modificados para resistir à gripe da mesma forma que os seres humanos;
  • Os animais foram colocados em câmaras à mesma temperatura, mas com o nível de umidade baixa ou normal e expostos ao vírus influenza;
  • Os cientistas descobriram que a baixa umidade impedia a resposta imune dos animais de três maneiras: evitou que os pelos nas células das vias áreas removessem partículas virais e muco; reduziu a capacidade das células das vias áreas de reparar danos causados pelo vírus nos pulmões; no terceiro, os pesquisadores usaram interferons, que são proteínas sinalizadoras liberadas por células infectadas por vírus para alertar as células vizinhas sobre a "ameaça viral". No ambiente de baixa umidade, esse sistema de defesa imunológica falhou.

Umidade e inverno

De acordo com os cientistas, o trabalho científico mostrou que a gripe é mais prevalente quando o ar está seco. " Se nossas descobertas em ratos se mantiverem em humanos, nosso estudo fornece um possível mecanismo subjacente à natureza sazonal da doença da gripe", disse Akiko Iwasaki.

Mesmo não sendo o único fator para os surtos de gripe, os autores aconselham aumentar o vapor de água no ar com umidificadores em casa, na escola, no trabalho e até em ambientes hospitalares é uma estratégia em potencial para reduzir os sintomas da gripe e acelerar a recuperação.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube