menu

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Como diferenciar a dor "normal" pós-treino de uma lesão?

iStock
A dor muscular pós-treino costuma ser acompanhada de rigidez e durar de três a cinco dias Imagem: iStock

Juliana Vaz

Colaboração para o UOL VivaBem

2019-05-07T04:00:00

07/05/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Após fazer um atividade física muito intensa ou um exercício novo, é comum sentir dor e rigidez muscular
  • Esse desconforto costuma atingir seu pico em 24 a 72 horas e durar até três a cinco dias
  • Quando a dor é aguda ou não diminui nesse período, pode ser sinal de uma lesão
  • Hematoma, inchaço e vermelhidão na região são outros sinais que indicam uma contusão
  • Ao sentir qualquer desconforto fora do normal, que não passa ou volta em todo treino, procure um médico

Torcer o pé correndo ou levar uma pancada no joelho jogando futebol são lesões fáceis de identificar --afinal, você sente a dor na hora, sabe bem o que a provocou e depois ainda pode ver sinais como inchaço, vermelhidão, hematoma.

Mas e quando aparece um desconforto inesperado na coxa, no joelho, no ombro? Como reconhecer se é uma lesão ou apenas uma dor "normal" por causa de um treino mais puxado que você fez no dia anterior?

É dor muscular pós-treino

Ao começar uma nova modalidade esportiva, mudar as séries do treino, aumentar a carga nos exercícios ou fazer uma atividade que exige grande esforço (uma prova de corrida, por exemplo), é comum nos dias seguintes sentir, além de cansaço, uma dor muscular progressiva combinada com rigidez.

"É uma resposta fisiológica do organismo e indica que, seja pela falta de preparo físico, seja pela intensidade do exercício, os músculos foram submetidos a um grande esforço que gerou muitas microlesões. A dor é um sinal de que a musculatura está passando por um processo inflamatório de regeneração", explica Moisés Cohen, presidente da Sbot (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia) e chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Os principais sinais da dor muscular pós-treino são:

  • Fadiga e rigidez muscular;
  • Dor mais generalizada (em toda a coxa ou peitoral, por exemplo, e não só em uma parte mais específica);
  • Falta de força;
  • Limitação dos movimentos leve a moderada.

A dor pós-treino costuma ter seu pico entre 24 a 48 horas depois da atividade física e durar até três a cinco dias. Muitas vezes, o desconforto não limita a prática de exercícios e diminuiu após um bom aquecimento. No entanto, se seu corpo estiver muito dolorido, é melhor não forçar a barra e descansar. Assim, você evita não "danificar" ainda mais a musculatura e gerar uma lesão.

iStock
Dor que se repete em todo treino geralmente é sinal de uma lesão ou sobrecarga no corpo que pode levar a uma contusão Imagem: iStock

É uma lesão

Segundo a ortopedista Alessandra Masi, professora do curso de medicina do Centro Universitário São Camilo e membro da Sbot, se o desconforto muscular não diminuir em três a cinco dias após o treino ou for uma dor aguda e latejante, pode ser sinal de uma contusão. A presença de hematoma, vermelhidão ou inchaço local também são indícios de que você sofreu uma lesão.

Outro indicador de que você está com uma lesão (ou sobrecarregando alguma região durante o exercício, o que em longo prazo pode levar a uma contusão) é sentir desconforto sempre no mesmo lugar ao se exercitar. Por exemplo: se ao correr um dia você sente dor no quadril, no outro na lateral do joelho e no outro na canela, provavelmente a região só não se recuperou bem do esforço a que foi submetida no treino anterior. Agora, se toda vez que você vai correr a dor é na lateral do joelho ou no glúteo, algo está errado --e vale investigar, mesmo que não seja limitante.

Tenha em mente que atividade física nunca deve ser sinônimo de dor. Ao apresentar qualquer incômodo que não passa com repouso ou sempre volta, procure um médico para identificar a causa do problema.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube