Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Tenho 54 anos e sofro com dores na lombar. O que devo fazer para melhorar?

Pergunte dor no final da coluna
Imagem: Fernanda Garcia/UOL VivaBem

Gabriela Ingrid

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-04-30T04:00:00

30/04/2019 04h00

As dores na lombar ou próximas à região do cóccix podem ter causas variadas e são muito comuns. Os motivos mais comuns são os relacionados à postura, como ao carregar muito peso, agachar-se ou até estar acima do peso. Mas ela também pode ser causada por alguma doença autoimune, como a atrite reumatoide, ou hérnia de disco. A idade também pode ter alguma relação com o aparecimento mais frequente dessa dor. O desgaste das articulações vertebrais ou até mesmo os vícios posturais podem elevar a presença do incômodo.

Apesar de ser comum as pessoas usarem anti-inflamatórios como tratamento, é preciso ter cuidado com a automedicação. Esse tipo de remédio é arriscado para quem já infartou, tem diabetes, algum problema no fígado (como cirrose), hipertensão, algum grau de comprometimento renal ou usa algum tipo de anticoagulante --todos problemas mais comuns em quem tem mais de 50 anos. Por esse motivo, é melhor evitar o anti-inflamatório.

O ideal é investir em repouso e, se não melhorar, em um analgésico. Se a dor permanecer por mais de uma semana, é hora de procurar um médico. Ele sim pode indicar um anti-inflamatório ou, de acordo com o seu diagnóstico, opiáceos e procedimentos não invasivos, como técnicas de infiltração e acupuntura.

Para prevenir essas dores é indicado ter hábitos de vida saudáveis, como praticar exercícios regularmente, emagrecer (se estiver com sobrepeso), ter uma boa noite de sono e até garantir o bem-estar emocional. Entre os exercícios físicos recomendados estão caminhada, pilates e hidroginástica. Corrida só vale para quem já praticava antes de começar a sentir dor. Técnicas de fisioterapia como hidroterapia e osteopatia também podem ser indicadas.

Fontes: Ari Hadu Halpern, coordenador da comissão de coluna vertebral da Sociedade Brasileira de Reumatologia; Tatiana Hasegawa, mestre em reumatologia pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e especialista em acupuntura pela Associação Médica Brasileira de Acupuntura.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um e-mail para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube