menu

Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Ovo de páscoa sem açúcar nem sempre é ideal para dieta; veja como escolher

klebercordeiro/iStock
Imagem: klebercordeiro/iStock

Giulia Granchi

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-04-17T04:00:00

17/04/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Ovos de chocolate sem açúcar muitas vezes parecem mais saudáveis, mas podem ter mais gordura em sua composição
  • Especialistas explicam como escolher a melhor opção para a saúde e a dieta

Se os ovos chocolate sem açúcar parecem a melhor opção para manter o número da balança, é melhor repensar. Não necessariamente o produto vai evitar o ganho de peso --ele pode, inclusive, ter maior adição de gorduras ou outros ingredientes que podem ser tão prejudiciais para sua dieta quanto o açúcar.

"Isso acontece por que, se você tira o açúcar, outras substâncias são necessárias para manter um sabor semelhante ao chocolate que conhecemos", explica Clarissa Fujiwara, nutricionista e coordenadora de nutrição da liga de obesidade infantil do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo)

Fujiwara ainda reforça que o produto existe para atender o público que precisa fazer o controle da glicemia. "Diabéticos e intolerantes à glicose são o grupo que realmente precisa procurar opções zero açúcar."

Então, como posso escolher o melhor ovo?

Não só para o controle de peso, mas também para a saúde, a dica é analisar a composição. A maior parte das opções vendidas no mercado é composta por cacau, açúcar (de diferentes tipos), gordura (manteiga de cacau nos mais saudáveis e gordura vegetal nos menos), lecitina de soja (emulsificantes), e leite em pó -- a quantidade de leite varia de acordo com a porcentagem do cacau.

De acordo com Juciara Gomes Guimarães Jardim, nutróloga do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o melhor é que a lista comece com cacau e tenha alguns ingredientes específicos. "Priorize os chocolates feitos com açúcar mascavo, xylitol, açúcar de coco e gordura mais natural, como a manteiga de cacau", aponta.

E como você já deve ter ouvido por aí, quanto mais cacau na composição, melhor. "O ingrediente tem compostos bioativos com a capacidade antioxidante, que protegem a pele contra agentes agressores, como tabagismo, raios UV, e está associado a uma menor chance de várias doenças", expõe Fujiwara.

Fuja do chocolate branco!

A pior opção tem nome e cor: chocolate branco. "Ele não contém cacau e por isso, não leva as boas propriedades, como triptonanos e minerais. É gordura pura, extraída da manteiga de cacau, e na maioria das vezes, com bastante açúcar adicionado", indica Jardim.

Mais vale um gosto

As especialistas também sugerem que os amantes de chocolate considerem a possibilidade de simplesmente comer seu chocolate preferido com moderação. "Compare as tabelas daquele que parece mais saudável e sua opção favorita. Muitas vezes a diferença será pequena. Com os ovos já tão caros, às vezes pagamos ainda mais por uma ilusão de benefícios nutricionais", comenta Fujiwara.

E se o medo é ganhar peso, saiba que pequenas porções não causam grande diferença. "Pode comer de 10 a 15 gramas por dia, que serão cerca de 50 calorias. O chocolate ainda ajudará no bem-estar, graças aos flavonoides e triptofanos que ajudam a liberar a sensação", explica Jardim.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube