Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Transtornos após grande trauma são ligados a maior risco de doença cardíaca

iStock
Quem sofre com respostas psiquiátricas após traumas tem 64% mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-04-14T16:57:54

14/04/2019 16h57

Resumo da notícia

  • Pesquisa mostra relação entre transtornos após forte estresse com maior risco de doenças cardíacas
  • Dados apontam que respostas cardíacas costumam aparecer dentro de um ano após o trauma
  • Conselho médico é que pacientes com quadros como Transtorno de Estresse Pós-traumático redobrem os cuidados com o coração

Existem fortes ligações entre condições psiquiátricas derivadas de experiências de grande estresse e o risco de diversas doenças cardiovasculares, segundo um novo estudo publicado na revista científica The BMJ.

Os pesquisadores descobriram relações diretas entre o momento do diagnóstico psiquiátrico e o tempo que as doenças cardíacas demoram para aparecer. Os números foram os mesmos independente do sexo do paciente, seu histórico médico e antecedentes psiquiátricos. Veja as descobertas:

  • O risco de um ataque cardíaco e outros eventos cardiovasculares súbitos e graves é especialmente alto nos seis meses após o diagnóstico do transtorno relacionado ao estresse;
  • Já em casos de doenças cardiovasculares que se desenvolvem de forma mais lenta, como a insuficiência cardíaca, o aumento no risco perdura por 1 ano após o diagnóstico psiquiátrico;
  • Para embolia pulmonar e trombose, principais condições desenvolvidas a partir de coágulos sanguíneos, o risco perdura por cerca de um ano ou mais após doenças induzida pelo estresse.

Casos de estresse pós-traumático são caracterizados pela dificuldade do indivíduo de se recuperar depois de passar ou testemunhar um evento assustador, ou seja, traumático. O quadro é comum e causa intensas reações emocionais ou físicas que podem durar por meses ou anos, variando muito de caso a caso.

Alguns dos sintomas são:

  • Reações assustadas a ruídos altos;
  • Flashbacks e pesadelos;
  • Sentimentos de desapego e raiva;
  • Tristeza e irritabilidade intensas que não diminuem com o tempo.

Os cientistas comparam dados de 136.637 pacientes com distúrbios relacionados ao estresse -que incluem o TEPT (Transtorno de Estresse Pós-traumático), reação aguda ao estresse e distúrbio de adaptação-, com os exames de pessoas livres de condições relacionadas ao estresse.

Com as informações foi possível provar que aqueles que sofriam com respostas psiquiátricas resultantes de traumas eram 64% mais propensos a desenvolver doenças cardiovasculares em um período de um ano após o evento marcante.

Porém, ainda são necessários mais estudos para cravar a relação entre os fenômenos e descobrir se quem sofre com estresse tem mais problemas cardíacos ou se ter problemas cardíacos pode nos deixar mais suscetíveis a TEPT. De qualquer forma, o conselho para aqueles que sofrem com reações de estresse é sempre monitorar a saúde do coração.

#SemFrescura: vive irritado? Entenda o que o estresse faz no seu corpo

VivaBem

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube