Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

10 boas ações consigo mesmo e com o outro que não custam tempo nem dinheiro

iStock
Cuidar de si mesmo ajuda a transbordar solidariedade Imagem: iStock

Paty Moraes Nobre

Colaboração para o UOL VivaBem

2019-04-07T04:00:00

07/04/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Boas ações também podem ser dirigidas a nós mesmo e ajudam a transbordar isso para os outros
  • Atitudes simples como sorrir mais, abraçar as pessoas e caminhar são exemplos de boas ações consigo mesmo

O Dia das Boas Ações, festejado este ano no dia 7 de abril, é um movimento com a finalidade de despertar o engajamento em causas sociais. "A prática de boas ações é uma jogada inteligente para uma reciprocidade benéfica. Quando inconsciente e natural, desperta a admiração posicionada pelo cognitivo do 'outro'. Fazer o bem faz bem", explica o filósofo Fabiano de Abreu ao UOL VivaBem.

No entanto, de acordo com ele, antes de ajudar ao próximo, é preciso que as pessoas façam um exercício simples de generosidade consigo mesmas, tentando melhorar a própria vida com gestos e atitudes positivas. Assim, a solidariedade, muitas vezes sem nenhum esforço, aflora e acontece.

Por isso, Fabiano listou 10 boas ações para fazer consigo mesmo e com o outro que não custam muito tempo nem dinheiro para praticar:

1. Sorrir

O primeiro ponto é um dos mais importantes: sorria mais, para si mesmo, para os outros e para a vida. Sorrir aproxima as pessoas, é um bom estímulo para o cérebro, queima calorias, combate o estresse e te liberta. Fora a boa impressão social que causa. Dirija-se a alguém com um sorriso antes da palavra e verá que suas chances de sucesso aumentam exponencialmente.

2. Buscar a paz

Tente encontrar plenitude, que significa na prática ter uma felicidade em baixa potência, ou seja, que não é efusiva, mas que é contínua e leva à paz. Esse equilíbrio interior é importante para que, mesmo no "olho do furacão", seja possível encontrar saída.

3. Meditação

Não se trata de meditação religiosa ou qualquer outro tipo que se encaixe em uma causa ou conceito. Meditar é tirar um tempo para si mesmo e, vinculado à paz, conseguir o equilíbrio para tomar decisões e resolver problemas.

4. Abraçar

A sincronização do peito ao batimento cardíaco no momento do abraço libera o hormônio ocitocina e desenvolve um bem-estar. É também um teste de reciprocidade.

5. Dormir

O sono filtra processos metabólicos produzidos e coloca o inconsciente para funcionar por meio dos sonhos. Isso oferece benefícios ao corpo e, inclusive, ajuda a consolidar a memória. Em outras palavras, seu dia será bem melhor. Não apenas mais sociável, mas também auxiliará no rendimento do trabalho.

6. Exercitar a curiosidade

A curiosidade é um meio de absorver conhecimento. Estudos indicam que pessoas inteligentes costumam ser curiosas. O curioso escuta mais e fala menos, pois quer aprender e, com isso, passa uma boa impressão. Todos gostam de ser escutados, portanto, é uma forma de fazer amigos.

7. Ler mais

Leia onde for. O pensamento é feito de subjetividade e o verbo concretiza as ações. A palavra nomeia o desconhecido, derrotando a angústia. Amplie seu repertório, absorva conhecimento e tenha mais embasamento no bate papo. Ter conhecimento nos torna mais úteis e aumenta as chances de combater a solidão.

8. Caminhar

Além de fazer bem para a saúde, é um momento para colocar seus pensamentos em ordem e se conectar consigo mesmo.

9. Atender e tratar bem

Dê ouvidos, atenda as pessoas, responda o WhatsApp e retorne ligações. O ser humano não nasceu para ser só e dependemos um do outro para a sobrevivência. Na sociedade, dependemos de outros para crescer profissionalmente ou financeiramente. Mantenha todas as portas abertas pois um dia você poderá precisar. Nada é eterno, ninguém é melhor que ninguém, já que o fim de todos é o mesmo. Ter a consciência da morte é valorizar a vida e perceber que somos apenas humanos na terra por um período temporário.

10. Ser educado

Cada vez mais, ser educado é um enorme diferencial. No Brasil, por exemplo, muitos reclamam da falta de educação no âmbito do tratamento com o outro. Se ser educado é raro, um "bom dia" ou um "obrigado" farão enorme diferença.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube