menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Emilia Clarke teve 2 aneurismas; entenda quadro da atriz de Game of Thrones

Divulgação/ HBO
Problema foi descoberto em 2011 Imagem: Divulgação/ HBO

Priscila Carvalho

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-03-21T19:23:11

21/03/2019 19h23

Resumo da notícia

  • Atriz sentiu fortes dores de cabeça enquanto fazia atividade física
  • Ela foi diagnosticada com dois aneurismas, sendo que um rompeu e gerou um AVC
  • Dois anos depois, Emilia Clarke identificou que o segundo aneurisma tinha dobrado de tamanho e precisou passar por cirurgia

Em entrevista à revista The New Yorker, a atriz de Game of Thrones (GOT) Emilia Clarke revelou nesta quinta-feira (21) que identificou dois aneurismas durante os oito anos de gravações da série.

O primeiro rompeu, gerando um AVC (acidente vascular cerebral), pouco tempo depois das primeiras filmagens de GOT, em fevereiro de 2011. Ela estava fazendo exercícios quando sentiu uma forte dor de cabeça e pediu ao treinador que parasse a atividade. "Tentei ignorar a dor e acabar o treino, mas não consegui. Disse ao meu treinador que tinha que fazer uma pausa. De alguma forma, quase me arrastando, cheguei até o vestiário. Alcancei a privada, ajoelhei e vomitei violenta e volumosamente", disse Clarke.

Ao chegar no hospital, o diagnóstico foi preciso: hemorragia subaracnoide, um tipo de AVC causado por um sangramento no espaço do crânio que envolve o cérebro. A hemorragia foi causada pelo rompimento do aneurisma.

Nesta época, a atriz foi informada pelos médicos que tinha um segundo aneurisma no outro lado do cérebro, que era pequeno e poderia não causar problemas. Em princípio, não foi feito nenhum procedimento para retirada. No entanto, dois anos depois, ao passar por exames de rotina, os médicos a informaram que o aneurisma havia duplicado de tamanho e o melhor era retirá-lo.

"É bem incomum ter mais de um aneurisma, no entanto, quando é feito o diagnóstico, deve-se operar rapidamente, principalmente se ele está no lado posterior do cérebro, região considerada de grande risco", explica Fabio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas.

Depois da segunda cirurgia, que foi mais demorada e invasiva, a atriz passou mais de um mês no hospital e disse que hoje está 100% recuperada.

O que é um aneurisma?

A condição é caracterizada pela dilatação anormal de um vaso sanguíneo, gerada pelo enfraquecimento das paredes da veia ou artéria, geralmente devido a um trauma ou por doença vascular. O aneurisma é como uma "bexiga" que se forma na parede do vaso e, conforme vai aumentando a pressão interna, pode romper e causar o AVC hemorrágico.

Antes de "estourar", o aneurisma é assintomático e só com exames é possível saber se a pessoa tem ou não o problema. Muitas vezes, dá para levar uma vida normal com o quadro, mas ele pode se romper durante uma situação de grande esforço: atividade física ou até mesmo uma relação sexual ou ao fazer cocô.

Assim como a artista apresentou, o sinal mais comum do rompimento é uma forte dor de cabeça --uma que nunca foi sentida na vida -- durante alguns segundos, seguido por sintomas de confusão.

Ao perceber os sinais, o mais indicado é que a pessoa procure rapidamente um hospital, já que muitas vezes o problema é fatal, segundo Porto. "Uma das causas do AVC hemorrágico é o aneurisma, se a pessoa não é levada rapidamente ao hospital pode ter sequelas graves ou óbito", finaliza.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube