menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Solta o som: estudo mostra como a música estimula o aprendizado no cérebro

iStock
Quando você se joga na playlist não está só se divertindo, também está estimulando áreas de prazer e aprendizado no cérebro Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-02-16T12:41:32

16/02/2019 12h41

Resumo da notícia

  • Cérebro entende melodias agradáveis como uma recompensa positiva e se esforça para aprender como conseguir esse prazer
  • Música estimula processos cognitivos e beneficia a saúde do cérebro, o que pode ajudar a afastar doenças neurodegenerativas

A música é muito presente em nossas vidas. Inclusive, arrisco dizer que hoje em dia é mais comum ver gente andando com fones de ouvido pelas ruas do que com as orelhas livres ouvindo o som dos carros. A melodia anima, emociona, gera empatia, nos inspira, e um novo estudo conseguiu mostrar como as notas atingem o cérebro e influenciam em processos cognitivos como o aprendizado. Os resultados foram publicados na revista científica PNAS.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas precisaram fazer testes em humanos:

  • 20 participantes com idade entre 18 e 27 anos passaram por algumas provas musicais;
  • Eles precisavam escolher cores e direções e as combinações podiam resultar em uma música agradável ou uma desagradável; 
  • Com o tempo, os voluntários entendiam a lógica e aumentavam as chances de ganhar músicas legais;
  • Cientistas acompanharam a atividade cerebral dos voluntários durante o jogo com ressonância magnética.

Com todos os dados, os pesquisadores concluíram que a música pode ativar o centro de recompensa do cérebro e motivar a aprendizagem. "Esta análise aumenta nossa compreensão de como estímulos abstratos como a música ativam os centros de prazer do cérebro, assim como recompensas concretas como dinheiro ou comida", explicou o autor do estudo, Benjamin Gold, em entrevista ao site americano Medical News Today.

As descobertas do estudo foram:

  • Escolhas certas com boa música aumentavam a atividade de uma área do cérebro vinculada à experiência do prazer;
  • O cérebro entende a música como uma boa recompensa e os sons agradáveis fornecem motivação suficiente para o cérebro aprender novas informações que permitirão o acesso a essa fonte de prazer mais facilmente; 
  • Os participantes que decifraram o jogo e conseguiram ouvir músicas agradáveis com mais frequência estimularam mais o cérebro e tiveram maiores progressos de aprendizagem ao longo das tarefas.

Por que isso importa: Enquanto você ouve música não está só relaxando ou se divertindo, mas também estimulando o cérebro a se desenvolver e melhorar processos cognitivos. Médicos endossam a importância de estímulos de processos cognitivos para tentar afastar o aparecimento de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer. Atividades físicas e sociais também protegem o cérebro de danos desta demência.

#SemFrescura: fone de ouvido pode ter 10 mil bactérias; você limpa o seu?

UOL Notícias

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube