menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Quantas flexões você consegue fazer? Quantidade revela saúde do seu coração

iStock
Estudo com bombeiros homens mostrou que flexões podem mostrar aptidão física e saúde cardiovascular da pessoa Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2019-02-16T15:23:20

16/02/2019 15h23

Resumo da notícia

  • Pesquisa mostra que aqueles que conseguem fazer mais de 40 flexões sem pausa tinham risco 96% menor de doenças cardíacas
  • Exercício pode ser forma simples e barata de sugerir ao médico a aptidão física e saúde do coração do paciente

Você sabe quantas flexões consegue fazer? Praticar o exercício pode ir além de um sinal de força, um novo estudo aponta que a atividade dá pistas sobre a saúde cardíaca -ao menos dos homens. Os resultados foram publicados no jornal científico Jama Network Open

Veja as descobertas e como os cientistas relacionaram o exercício ao funcionamento do coração:

  • A pesquisa contou com mais de 1.100 bombeiros homens com cerca de 39 anos;
  • Eles -é claro- precisaram repetir séries de flexões durante a análise;
  • Os participantes foram acompanhados por uma década para criar um registro com os eventos cardiovasculares, como insuficiência ou parada cardíaca;
  • Aqueles que conseguiram fazer mais de 40 flexões consecutivas tiveram um risco 96% menor de doenças cardíacas ou outros problemas cardíacos durante dez anos, se comparados com quem fez menos de dez flexões;
  • Durante o período do estudo, 37 eventos cardiovasculares foram registrados entre os participantes, mas apenas um evento ocorreu entre os homens que completaram mais de 40 flexões;
  • Aqueles que conseguiram fazer 11 ou mais flexões tiveram um risco menor de eventos cardiovasculares, em comparação com quem fez dez ou menos.

Por que isso importa: Fazer flexões pode ser um método fácil e barato para ajudar a avaliar o risco de doenças cardiovasculares. Basta pensar que o teste é simples e os médicos conseguem estabelecer durante a consulta se o paciente está fisicamente apto ou sedentário, tendo dicas sobre a saúde de seu coração.

Normalmente, os médicos pedem exames mais complexos em esteiras para saber como está a capacidade física da pessoa, mas é um procedimento caro, que demanda tempo e que não é feito com tanta frequência. Assim, a praticidade do novo método de avaliação proposto pelo estudo anima os cientistas. 

E se você não consegue fazer muitas flexões, não se desespere. Não completar 40 repetições não quer dizer, necessariamente, que você vai ter problemas no coração. Outros fatores como idade, IMC (Índice de Massa Corporal) e nível de condicionamento tem que ser levados em consideração. O teste seria apenas uma ideia inicial de como está a saúde do seu organismo.

Quer começar a cuidar da saúde cardiovascular? O UOL VivaBem mapeou dez hábitos que prejudicam o coração e que você deve ficar alerta:

  1. Colocar muito sal na comida;
  2. Ingerir muito açúcar;
  3. Analgésicos em excesso;
  4. Pular o café da manhã;
  5. Não ingerir água durante o exercício físico;
  6. Noites mal dormidas;
  7. Excessos de bebidas alcoólicas;
  8. Alto consumo de carne vermelha;
  9. Saúde dental frágil;
  10. Falta de tempo para amigos e família.

VivaBem no Verão: 3 exercícios para fortalecer o core na praia ou em casa

VivaBem

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube