menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Metrô de São Paulo tem vacinação contra a febre amarela a partir de hoje

juststock/Istock
Imagem: juststock/Istock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

11/02/2019 12h45Atualizada em 11/02/2019 19h31

Após ser confirmado o diagnóstico de febre amarela em um macaco do Zoológico de São Paulo, na Zona Sul, a estação Brás, da Linha 3 - Vermelha, contará com um posto de vacinação contra a febre amarela a partir desta segunda-feira (11). 

As vacinas estarão disponíveis para aqueles que levarem documento de identificação até o dia 28 de fevereiro, entre 11h e 16h, e serão aplicadas por agentes de saúde da Prefeitura. Após a dose, a imunização demora 10 dias para começar a valer. 

Confira neste link a lista completa de postos volantes de vacinação contra febre amarela previstos para o mês de fevereiro, que inclui locais como os terminais de ônibus Bandeira, Princesa Isabel e Parque Dom Pedro

Como prevenir a febre amarela

A forma mais eficaz de se evitar a febre amarela é tomando a vacina, oferecida em postos de saúde ou clínicas particulares. Desenvolvida em 1937, ela é constituída de vírus vivo atenuado (a cepa se chama 17D), ou seja: conta com um vírus que foi enfraquecido para estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos, sem causar a doença em pessoas saudáveis.

A aplicação é subcutânea. Os dois principais produtores da vacina no Brasil são o laboratório Bio-Manguinhos, da Fiocruz (instituição pública), e a farmacêutica Sanofi (privada). A vacina apresenta eficácia acima de 97,5%. A proteção só é garantida após dez dias de aplicação.

A vacinação contra a febre amarela tem sido recomendada como rotina em diversos Estados, e para pessoas que se deslocam para municípios que compõem a chamada Área Com Recomendação de Vacinação (ACRV). Para saber se você deve se vacinar, consulte o portal do Ministério da Saúde.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que quem recebeu a dose padrão da vacina está protegido por toda a vida, e não precisa de doses de reforço, como era preconizado antigamente. O Brasil, até 2017, ainda recomendava duas doses da vacina. Agora, o Ministério da Saúde tem preconizado que uma dose padrão é suficiente.

O controle do Aedes aegypti, realizado para prevenção da dengue, zika e chikungunya, também é importante para evitar um eventual surto de febre amarela urbana. Isso depende do poder público, em especial no que se refere à coleta adequada de lixo e no abastecimento de água, e também envolve os cuidados da população para evitar depósitos de água parada.

Quem deve tomar a vacina contra febre amarela

Indivíduos a partir de 9 meses de idade, residentes ou viajantes para as áreas com recomendação da vacina. Quem vai para área de risco deve ser imunizado pelo menos dez dias antes da viagem, no caso de pessoas que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação. Em caso de revacinação, este prazo não se aplica.

A vacinação também é recomendada para pessoas que se deslocam para países em situação epidemiológica de risco, conforme as recomendações do Regulamento Sanitário Internacional (RSI).

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube