menu

Topo

Corrida


Corrida

10 razões para a corrida melhorar seu rendimento no trabalho

iStock
Imagem: iStock

Alexandre Sinato

Colaboração para o UOL VivaBem

2019-02-08T04:00:00

08/02/2019 04h00

Pequenos detalhes muitas vezes são determinantes para você conquistar a vaga que tanto sonha ou se destacar no trabalho e obter aquela promoção que espera há anos. E sabia que além de experiência profissional, cursos e treinamentos, hoje em dia até a prática regular de uma atividade física já é vista como uma virtude e pode fazer você se destacar no tão concorrido mercado profissional?

"Hoje, diversas empresam valorizam a questão da prática esportiva. Uma pessoa ativa tem muitas características importantes para o gestor. As empresas estão olhando cada vez mais para isso, várias já investem até em grupos internos de treinamento", conta Vanessa Cepellos, professora de recursos humanos na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A corrida é um dos esportes que chama a atenção de empresas que vislumbram montar um time eficiente e alcançar mais resultados. Isso porque a modalidade traz diversos benefícios fisiológicos associados à melhora de produtividade no trabalho.

"A atividade exige do praticante foco, alto nível de concentração, capacidade de superar metas, entre outros fatores", argumenta Diego Leite de Barros, fisiologista do esporte do HCor e diretor da DLB Assessoria Esportiva. A seguir, mostramos 10 boas razões para a corrida fazer de você um melhor profissional. 

Mais atenção e disposição

Uma pessoa mais ativa e mais forte (em termos de saúde) tem um desgaste físico menor que uma sedentária no dia a dia, então consegue fazer suas tarefas com um gasto energético reduzido, usando essa eficiência para melhorar seu desempenho em atenção e disposição, por exemplo.

Busca por novos desafios

Quem corre está acostumado a procurar novos objetivos e dar tudo de sim para bater uma meta --como alcançar distâncias maiores ou diminuir o tempo que completa certo percurso. Ou seja, automaticamente coloca em prática o que gestores sonham ver em suas equipes. Se você tem foco para evoluir na corrida, é maior a chance de manter esse padrão e ter foco também para crescer na carreira.

Menos estresse

A prática da corrida ajuda a liberar no organismo alguns hormônios que reduzem a carga de estresse, ajudando a pessoa a ter um controle emocional maior. Se "inteligência emocional" é um dos novos mantras do mercado de trabalho, a corrida surge como um atalho nessa busca.

Como lidar com problemas

Corredores se acostumam a encarar frustrações no esporte: treinos mal feitos, resultados aquém do desejado, pequenas lesões... Mesmo assim, adoram sentir o prazer de superar obstáculos. Essa resiliência anima gestores, já que o mundo profissional também é feito de resultados não atingidos. Assim, uma mentalidade batalhadora pode contar a favor.

Hábitos saudáveis

Quem se dedica à corrida tende a cuidar melhor do corpo. Capricha na alimentação, faz fortalecimento e busca diferentes formas de investir na saúde física e mental. E fazem por prazer, facilitando a vida das empresas, que podem dedicar mais tempo a oferecer programas que reforcem tal prática. 

Socialização

Embora pareça um esporte solitário, a corrida reúne pessoas e proporciona novas amizades. Cada vez surgem mais grupos que se encontram para dividir treinos e experiências. A socialização é positiva por si só para o ser humano, mas às vezes abre até portas profissionais, significando um reforço no "networking".

Autoconfiança

Não existe evolução na corrida sem preparação, máxima que pode ser aplicada diretamente em um ambiente de trabalho. O resultado dessa equação muitas vezes é uma pessoa mais confiante na sua capacidade e positiva sobre si mesma.

Mais saúde, menos custos...

A prática regular de atividade física fortalece o organismo e a imunidade. Empresas também se preocupam com a escalada dos custos com planos de saúde corporativos, outro motivo que as faz investir na saúde de seu quadro de funcionários. Portanto, a conta é simples: equipe mais saudável dá menos gastos à companhia em atendimentos e procedimentos médicos.

...e menos faltas

Afastamentos por saúde também encarecem os custos das empresas, que perdem o funcionário por um período de tempo e tendem a ver a eficiência cair. Assim, quanto mais gente saudável e disposta trabalhando, menor a chance de saúde virar um problema na rotina da equipe.

Competição positiva

Na corrida, o principal adversário do corredor costumar ser ele mesmo. Baixar um pouco o tempo, atingir uma nova distância, fazer um treino de tiros estão entre pequenas grandes vitórias que reforçam o espírito competitivo, mas sem cair na armadilha do "resultado a qualquer custo".

Fontes: Vanessa Cepellos, professora de recursos humanos na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), da Fundação Getúlio Vargas (FGV); Diego Leite de Barros, fisiologista do esporte do HCor e diretor da DLB Assessoria Esportiva