menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Hemorragia de Maradona dificilmente tem a ver com bariátrica, dizem médicos

ESPN/Reprodução
Diego Maradona em entrevista pós-jogo pelo Dorados de Sinaloa Imagem: ESPN/Reprodução

Nathalie Ayres

Do UOL VivaBem, em São Paulo

05/01/2019 16h34

O ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona, atual técnico do time Dorados de Sinaloa, do México, foi internado na última sexta-feira (4) devido a uma hemorragia em seu estômago. O problema foi detectado em exames de rotina feitos para a renovação de seu contrato com o time e levou o técnico a ser hospitalizado por pouco tempo, para a realização de uma endoscopia.

Após sua alta, que ocorreu no mesmo dia, algumas fontes ligadas ao ex-jogador afirmaram que o problema tinha relação com a bariátrica realizada por Maradona em 2015. Mas será mesmo que uma cirurgia de mais de três anos pode ainda trazer problemas?

De acordo com o cirurgião Cláudio Mottin, chefe do serviço de cirurgia bariátrica e metabólica do Hospital São Lucas da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), é muito raro que os pontos de uma cirurgia bariátrica sangrem tanto tempo depois, o mais comum é que isso ocorra logo após o procedimento, em até 15 dias. Pode é claro, ocorrer uma úlcera logo acima dos pontos, mas o mais provável é que o problema atual não tenha relação com o procedimento feito no passado. 

"No entanto, como é conhecido que Maradona tem uma artrose no joelho bem desenvolvida, é provavel que ele trate o problema com anti-inflamatórios, que podem causar feridas estomacais, como úlceras e sangramentos", considera Mottin.

A médica Jacqueline Rizzolli, do departamento de cirurgia bariátrica da Abeso (Associação Brasileira dpara Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), concorda com o cirurgião. "Medicamentos como anti-inflamatórios e antibióticos podem ferir a parede do estômago e pessoas com cirurgia bariátrica devem usá-los associado a um medicamento que proteja o órgão", descreve.

Os especialistas ainda alertam que mesmo pessoas que não tenham passado pela redução de estômago devem tomar cuidado ao tomar esses remédios por tempo prolongado.

Falta de vitaminas pode piorar a questão

Pessoas que passam por cirurgias bariátricas podem ter deficiências nutricionais, principalmente de cobre, zinco e vitaminas do complexo B e K. No caso da última, está muito relacionada com a coagulação sanguínea, e pode piorar sangramento se estiver em falta.

Não sabemos, é claro, se esse é o caso do argentino, tanto que se ele seguir um acompanhamento médico regular, esse tipo de problema certamente será detectado cedo. Lembrando que a hemorragia do ex-jogador foi encontrada em um exame de rotina e não requereu internação ou transfusão de sangue, o que indica que, provavelmente, foi pequena. "Normalmente elas são resolvidas durante a endoscopia mesmo", esclarece Mottin.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: até dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube