Topo

O poder dos alimentos

Seu prato torna sua vida mais saudável


O poder dos alimentos

Alimentação também interfere na cólica menstrual, sabia? Veja o que comer

Poder dos alimentos Cólica
Imagem: Gabriela Sánchez/VivaBem

Bárbara Stefanelli

Colaboração para o UOL VivaBem

2019-01-04T04:00:00

04/01/2019 04h00

Quem tem sabe: cólica menstrual é algo que realmente incomoda e acaba até atrapalhando os afazeres do dia. Cada mulher tem uma tática para amenizar o inconveniente, mas você sabia que a alimentação também influencia nas dores?

Durante o período menstrual são produzidos prostaglandinas, mediadores inflamatórios. Portanto, é importante comer alimentos que reduzam o fator inflamatório do corpo e que sejam antioxidantes. Mas como não existe milagre, não adianta a mulher seguir a alimentação recomendada apenas nos dias em que está com cólica. É necessário haver uma melhora no padrão alimentar e, aos poucos, ela vai sentindo os benefícios. Se o problema persistir, consulte seu ginecologista, afinal a cólica menstrual pode indicar outros problemas no sistema reprodutivo feminino.

Confira a lista de alimentos que ajudam no desconforto, elaborada com ajuda de Marcela Voris, médica nutróloga da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e Simone Getz, nutricionista, especialista em cólica menstrual e endometriose e docente do curso de pós-graduação em dor do hospital Albert Einstein (SP).

Coloque no prato:

iStock
Imagem: iStock

Frutas vermelhas
Os flavonoides presentes no morango, amora, framboesa e mirtilo são antioxidantes que auxiliam na redução de processos inflamatórios. Também é possível encontrar o composto nas uvas e no suco de uva. Se for tomar a bebida, opte pela versão integral, que é menos industrializada.

fcafotodigital/Istock
Imagem: fcafotodigital/Istock

Sardinha, salmão e atum
Os peixes de água fria são ricos da gordura boa ômega 3 que, além de outros benefícios, age como modulador inflamatório. O nutriente ainda diminui a contração uterina e pode ser encontrado na semente da linhaça ou da chia. Consuma peixe até três vezes na semana.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Frango
As gorduras saturadas presentes nas carnes têm um potencial inflamatório. Por isso, é recomendável colocar no cardápio diário as carnes mais magras, como o frango e os peixes. O preparo ainda é importante; opte pela versão cozida ou grelhada. Nada de fritura.

iStock
Imagem: iStock

Oleaginosas
Alimentos que são fontes de vitaminas do complexo B e que contêm magnésio atuam no relaxamento da musculatura, o que alivia a cólica. Nozes, amêndoas, castanhas e outros representantes do grupo das oleaginosas suprem esta necessidade. Coma um punhado por dia.

Istock
Imagem: Istock
???????
Sementes de linhaça, girassol ou de gergelim
O magnésio ainda pode ser encontrado nas sementes citadas acima. Uma dica é fazer um mix com elas (incluindo, também, linhaça ou chia, por conta do ômega 3) e jogá-lo diariamente em cima da salada ou do arroz. Assim, você consome as sementes de uma maneira mais criativa e saborosa.

Istock
Imagem: Istock

Chá de melissa
Por conta do polifenol chamado ácido rosmarínico presente na planta, o chá de melissa possui efeitos calmantes. A bebida ainda tem fator anti-inflamatório. Outros chás recomendados para as cólicas menstruais são o de framboesa, erva-cidreira, camomila e gengibre, pois possuem ação anti-inflamatória e antiespasmódica --ou seja, inibem os espasmos musculares.

Melhor evitar:

iStock
Imagem: iStock

Alimentos gordurosos
Itens como carnes vermelhas e derivados do leite na versão integral devem ser evitados, pois impedem a absorção do magnésio, que alivia as dores e câimbras. Além disso, são de difícil digestão, o que pode aumentar a irritabilidade da mulher. Pelos mesmos motivos, evite, também, o consumo de embutidos.

iStock
Imagem: iStock

Café
A cafeína estimula os movimentos peristálticos, acentuando as contrações dos músculos do baixo-ventre e, portanto, intensificando as cólicas menstruais. Para piorar, a bebida também pode deixar a mulher mais irritada. Diminua café, chá-preto e refrigerantes à base de cola.

Istock
Imagem: Istock

Doces
Por conta das mudanças hormonais, como queda da serotonina, a mulher fica com mais vontade de consumir carboidrato durante a menstruação e, principalmente, na TPM (tensão pré-menstrual). Fique atenta com os excessos nessa fase.

iStock
Imagem: iStock

Sal
Também é preciso tomar cuidado com a quantidade de sal ingerida. O tempero colabora para a retenção de líquidos e, nesta fase, a mulher já retém líquidos normalmente.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: do dia 27 de dezembro de 2018 ao dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Mais O poder dos alimentos