menu
Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Jejum intermitente não é melhor do que outras dietas para emagrecer

iStock
Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

04/12/2018 13h17

O jejum intermitente se tornou bastante popular entre pessoas que buscam a perda de peso. O padrão alimentar tornou-se famoso após o médico inglês Michael Mosley lançar o livro chamando o método de 5 por 2, no qual a pessoa poderia se alimentar normalmente, mas sem exageros, por cinco dias e fazer um semi-jejum nos outros dois.

Muita gente acredita que funciona, mas, de acordo com um estudo recente, quando se trata de perder peso, o jejum intermitente não é mais eficaz do que dietas convencionais de baixa ingestão calórica.

A pesquisa, publicada no periódico científico The American Journal of Clinical Nutrition, foi realizada ao longo de um período de 50 semanas, tornando-se um dos mais longos estudos de jejum intermitente até hoje.

VEJA TAMBÉM

Os pesquisadores dividiram 150 participantes em três grupos. Um grupo seguiu a dieta de jejum intermitente 5:2 (com dois dias não consecutivos por semana comendo cerca de 500 kcal), enquanto o segundo grupo reduziu a ingestão diária de calorias em aproximadamente 20 por cento. Um terceiro grupo de controle foi instruído a não mudar sua dieta.

Durante as primeiras 12 semanas, um nutricionista treinado trabalhou em estreita colaboração com os participantes para garantir que eles aderiram às dietas prescritas. Após esse período, os participantes continuaram seguindo sua dieta sem o nutricionista. Os efeitos das dietas foram então avaliados usando um número de avaliações de saúde após 12, 24 e 50 semanas.

Os pesquisadores mediram o peso corporal, gordura corporal, sensibilidade à insulina (risco de diabetes indicado pela capacidade de controlar a glicose no sangue), colesterol e 82 genes ligados à obesidade e doenças metabólicas.

O principal achado do estudo foi que o jejum intermitente e a restrição calórica diária levaram a perda significativa de peso e gordura em comparação ao grupo controle. Mas o jejum intermitente não foi mais eficaz do que a dieta convencional para perda de peso ou para questões de saúde.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube