menu
Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde

Amora branca melhora sintomas da menopausa?

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Gabriela Ingrid

Do UOL VivaBem, em São Paulo

20/11/2018 04h00

"Li que tomar chá de amora branca ou ingerir cápsulas da fruta melhora os sintomas da menopausa. É verdade?"

Usar a alimentação como parte do tratamento para o alívio de sintomas da menopausa e pós-menopausa não tem nenhuma evidência científica.

Muitas pessoas recorrem à ingestão de produtos que contêm grandes quantidades de isoflavona, um composto encontrado na soja e em seus derivados. Mas o efeito depende muito de como a mulher metaboliza a substância. A isoflavona tem uma estrutura química muito parecida com o estrogênio da mulher, conseguindo talvez ter alguma ligação com os receptores e trazer o alívio dos sintomas. Novamente, nada comprovado. Existem estudos em animais e alguns experimentos com mulheres, mas nada que valha como evidência científica.

VEJA TAMBÉM:

As frutas vermelhas realmente podem ter algum teor de isoflavona, mas seriam necessárias quantidades absurdas para terem algum efeito no corpo. A onda de calor, sintoma mais comum, é aliviada com o passar do tempo. É comum ela ser muito intensa nos primeiros anos e diminuir quando o organismo se adapta aos baixos níveis de estrogênio.

O único tratamento comprovado para alívio desse incômodo é a reposição hormonal, recomendado pelo médico. A alimentação realmente não faz diferença neste caso.

Se você tomou chá de amora e a onda de calor diminuiu, acredite, é um efeito placebo.

Fontes: Eliana Nahas, ginecologista secretária do departamento de climatério da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia); João Bosco Ramos, mastologista, ginecologista e obstetra da Sogesp (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do estado de São Paulo).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um e-mail para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

Siga o UOL VivaBem nas redes sociais
Facebook - Instagram - Youtube