menu

Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Com qual idade uma criança pode comer fast-food? E quantas vezes no mês?

IStock
Lanches ultraprocessados têm substâncias que não fazem bem à saúde e devem ser consumidos menos de duas vezes ao mês Imagem: IStock

Giulia Granchi

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2018-11-15T14:56:06

15/11/2018 14h56

Adoradas por muitas crianças, os combos infantis de fast-foods geram preocupações em diversos pais, que ficam em dúvida de quanto desses alimentos podem entrar no cardápio dos filhos sem prejudicar a saúde. 

Algumas redes até buscam oferecer opções "mais saudáveis" para os pequenos. O McDonalds, por exemplo, anunciou na semana passada alterações nutricionais no McLanche Feliz com esse objetivo. As combinações do kit sofreram uma redução de até 71% de gorduras totais e agora têm no máximo 600 calorias, sendo que menos de 10% desse valor são provenientes de açúcar adicionado.

Mas será que só isso é suficiente para que alimentos desse tipo entrem na rotina das crianças? E a partir de qual idade os pequenos podem comê-los?  

    De acordo com Madalena Vallinoti, nutricionista clínica do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo, não é indicado que menores de 10 anos consumam esse tipo de lanche. Ao ser exposta muito cedo a ele, a criança fica muito sujeita ao gosto convidativo dos alimentos e vai desejá-los muitas vezes. 

    VEJA TAMBÉM

    "Essas refeições são ultraprocessadas e possuem uma série de substâncias que não são boas para saúde, especialmente para crianças, como aditivos químicos e gorduras saturadas", explica Vallinoti. Além disso, muitos alimentos oferecidos nos kits não são ricos nutricionalmente e possuem uma oferta baixa de vitaminas e minerais. Também são pobres em fibras, que garantem saciedade.

    Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) diz que as mudanças positivas no lanche dos pequenos nem sempre funcionam, pois os pais pedem um combo completo, muito maior do que o dos filhos, que acabam querendo a comida dos adultos. 

    "Em qualquer trabalho científico simples, no qual seja possível observar as crianças, podemos ver que elas choram e não se contentam com as porções restritas a elas", explica o nutrólogo.

        Quantas vezes por mês está liberado comer?

        De acordo com dados de uma pesquisa de mercado divulgada pelo McDonalds, os brasileiros visitam a rede, em média, 1,5 vez ao mês. Vallinoti acredita que essa frequência, que é caracteriza como uma eventualidade na rotina, não tende a prejudicar a saúde --e vale tanto para crianças quanto jovens e adultos. 

        Em dias que os pais não sentem vontade de cozinhar, fazer um lanche em casa, com alimentos naturais, diferentes verduras e melhor controle de gorduras e calorias é uma alternativa benéfica.

        "Além de criar uma refeição de melhor valor nutricional em comparação a um fast-food, envolver as crianças na preparação faz com que elas conheçam os alimentos, usem a criatividade e associem o ato de cozinhar a um momento divertido, em família", indica Vallinoti.

        SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
        Facebook - Instagram - YouTube