menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Não usar sutiã deixa os seios mais flácidos?

mustafagull/Istock
Não dá para resumir a flacidez ao uso ou não do sutiã, pois a questão envolve hábitos e fatores genéticos Imagem: mustafagull/Istock

Giulia Granchi

Do UOL VivaBem, em São Paulo

09/11/2018 04h00

Existem muitas crenças populares sobre o sutiã. Entre as mais comuns está a convicção de que a peça íntima tem o poder de retardar a flacidez dos seios, já que deixa as mamas firmes e levantadas. Calma! Se você está lendo esse texto em sua casa confortavelmente sem sutiã --ou saiu para trabalhar sem a peça pois se sente melhor assim -- não precisa correr para vestir o acessório e se livrar dos efeitos da gravidade. 

A questão da flacidez não se resume só ao uso ou não do sutiã. Ela envolve fatores controláveis (tabagismo e ganho de peso, por exemplo) e fatores naturais como genética, tamanho das mamas e envelhecimento. Com o passar dos anos, o estímulo hormonal em mulheres diminui e as glândulas mamárias são substituídas por gordura. Como o tecido adiposo ocupa mais espaço, há uma expansão da pele e os seios se tornam naturalmente mais flácidos. 

"Baseado no que tenho observado no consultório, o sutiã ajuda, sim, a frear esse processo. No entanto, a pesquisa mais conhecida sobre o assunto mostra o contrário", afirma Rogério Fenile, mastologista do Hospital Pérola Byington e membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia.

    VEJA TAMBÉM

    O estudo apontado por Fenile foi feito pelo cientista francês Jean-Denis Rouillon e ganhou grande destaque, além de gerar muita polêmica. A pesquisa acompanhou 330 voluntárias com idade entre 18 e 35 anos durante 15 anos, e os resultados mostram que mulheres adeptas de sutiãs desde muito novas têm os seios mais flácidos.

    "Porém, para que pudéssemos confiar nos resultados, seria necessário incluir mulheres mais velhas e de diferentes pesos no acompanhamento, além de analisar um número maior de pessoas", reforça o especialista.

    Na opinião de Adriana Akemi Yoshimura, mastologista do Hospital Beneficência Portuguesa e especializada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), o sutiã não cumpre o papel de evitar ou retardar a flacidez, mas é uma peça importante para o conforto das mulheres, sobretudo para aquelas com seios mais pesados.

    "Vale lembrar que mamas muito pesadas ou densas, naturalmente ou por efeito de prótese, agem contra o efeito da gravidade, ficando cada vez mais flácidas", afirma Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em redução de mamas pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Ele acredita que o sutiã possa ter um efeito positivo, mas afirma que existem fatores mais importantes quando o objetivo é ter seios firmes.

    Bons hábitos valem tanto quanto o sutiã (ou mais)

    Além do envelhecimento, que não tem como combater, entre as principais causas da flacidez estão as alterações na forma física (engordar muito e depois emagrecer), que fazem com que a pele perca parte da sua capacidade elástica. Portanto, manter uma boa alimentação e evitar o ganho de peso é algo importante para quem deseja combater a flacidez.

    "Outros hábitos de estilo de vida, como o tabagismo, e até mesmo a genética são fatores determinantes na qualidade das fibras elásticas que sustentam as mamas", finaliza Maria Isabel Ramos Saraiva Rocha, dermatologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

    Mas vale lembrar que a flacidez é normal e não traz prejuízos para a saúde, então não há nada de errado se as suas mamas são flácidas.

    SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
    Facebook - Instagram - YouTube