menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Pesquisadores conseguem bloquear Parkinson em cérebro de camundongos

Highwaystarz-Photography/IStock
Imagem: Highwaystarz-Photography/IStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

02/11/2018 12h02

A doença de Parkinson é uma condição neurodegenerativa progressiva que não tem cura. No entanto, cientistas estão trabalhando duro para encontrar novos tratamentos.

Embora não esteja claro exatamente o que causa esta doença, os cientistas concordam que uma característica importante da doença de Parkinson é a inflamação crônica.

Pensando nisso, pesquisadores da University of Queensland, em Brisbane, Austrália, realizaram uma pesquisa para entender como o combate à inflamação poderia beneficiar os pacientes, e os resultados, publicados no periódico científico Science Translational Medicine, são promissores.

VEJA TAMBÉM

Os cientistas usaram a molécula MCC950, bloqueadora da proteína NLRP3, que parece ser particularmente ativo na inflamação cerebral que ocorre na doença de Parkinson em camundongos e obtiveram sucesso ao parar a doença. 

"Utilizamos essa descoberta para desenvolver melhores candidatos a medicamentos e esperamos realizar testes clínicos em humanos em 2020", observa o autor do estudo, Trent Woodruff.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube