menu

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Suplemento para unha e cabelo altera resultado de exames médicos

iStock
O recomendado é suspender o suplemento 72 horas antes de exames médicos Imagem: iStock

Priscila Carvalho

Do UOL VivaBem, em São Paulo

2018-11-01T04:00:00

01/11/2018 04h00

Procurada para fortalecer as unhas e os cabelos, a biotina (conhecida como vitamina B7 ou vitamina H) tem se popularizado muito entre as pessoas devido a facilidade em comprá-la nas farmácias. Ela é uma vitamina que não precisa de prescrição médica mas, embora pareça inofensiva, pode alterar os resultados de exames de rotina.

Isso acontece porque o suplemento interfere nas reações químicas ocorridas em laboratórios em exames para tireoide, gravidez (Beta HCG), testosterona e vitamina D.

De acordo com Andressa Heimbecher Soares, endocrinologista e metabologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia Regional de São Paulo, o uso indiscriminado da substância pode levar a diagnósticos de doenças inexistentes. “Em alguns casos, o hipertireoidismo pode ser diagnosticado, sem que a pessoa realmente tenha o quadro e, com isso, o resultado pode fazer com que ela seja tratada sem necessidade”, diz.

Mas vale o alerta que a vitamina não altera a tireoide e outras glândulas e sim, os resultados. “Na técnica de dosagem dos hormônios em laboratório, uma base de biotina é usada para segurar os anticorpos que fazem o diagnóstico e, por isso, o uso em excesso da vitamina altera os exames, mas não desencadeia a doença”, explica Soares. Se os resultados médicos ficarem muito fora do padrão, o ideal é refazer os exames. 

VEJA TAMBÉM:

Além disso, segundo a especialista, a automedicação pode disfarçar problemas cujos sintomas são a queda dos fios e unhas fracas ou esbranquiçadas. Esses quadros podem sinalizar deficiência de ferro, nutrientes e outras doenças que não tem relação hormonal, e podem afetar o organismo de outras formas.

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a ingestão diária recomendada de biotina é de 30 mcg (microgramas). Por isso o consumo precisa ser feito com orientação médica. 

Biotina pode ser suprida por meio da alimentação?

A reposição da vitamina no organismo pode ser feita por meio de uma dieta equilibrada. Normalmente, ingerir gema de ovo, cereais integrais, nozes, fígado de boi e galinha ajudam na reposição do composto. Inclua pequenas porções no dia a dia para ter efeito no organismo.

Como evitar o problema nos exames médicos?

O recomendado é suspender o uso da vitamina 72 horas antes dos exames, além de procurar orientação de um médico. Alguns especialistas orientam parar com o suplemento até duas semanas antes para os resultados ficarem isentos de qualquer alteração.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube