menu
Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Óleos de sementes são melhores para o colesterol do que azeite, diz estudo

iStock
Para proteger seu coração faça seus preferidos se tornarem os óleos de cártamo, de girassol, colza e linhaça Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

11/10/2018 20h49

Cientistas descobriram que substituir a gordura saturada na dieta por gorduras insaturadas reduz o nível de LDL --popularmente chamado de colesterol ruim -- no sangue. Os pesquisadores ainda apontaram que, entre as gorduras insaturadas, os óleos de sementes --como o de girassol -- são os que têm melhor efeito. Os resultados do estudo foram publicados no periódico Journal of Lipid  Research.

Muitas pesquisas compararam o efeito de substituir um alimento rico em gordura saturada, como manteiga ou banha de porco, por um rico em gordura insaturada, como óleo de oliva e de girassol. No entanto, ninguém tinha respondido qual dos muitos óleos de plantas têm o maior benefício.

VEJA TAMBÉM:

Para achar o melhor candidato, os pesquisadores usaram dados de 55 pesquisas que foram publicadas desde 1980. A análise comparou o efeito de 13 óleos e gorduras sólidas, sendo eles óleo de cártamo, óleo de girassol, óleo de colza, óleo de linhaça, azeite, óleo de cânhamo, óleo de milho, óleo de coco, óleo de palma, óleo de soja, manteiga, gordura bovina e banha.

O resultado? Foi difícil achar só um vencedor, aqueles que tiveram melhor desempenho foram os óleos de cártamo, girassol, colza e linhaça, segundo Lukas  Schwingshackl, que liderou o estudo.

"Algumas pessoas dos países do Mediterrâneo provavelmente não estão muito contentes com este resultado, porque prefeririam ver o azeite no topo. Mas este não é o caso," concluiu o cientista.

Em contrapartida, gorduras sólidas como manteiga e banha se mostraram a pior escolha para o LDL.

Por que a notícia é importante?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as doenças cardíacas e o derrame são os maiores causadores de mortes em todo o mundo e isso tem se repetido há 15 anos. Em 2016, 15,2 milhões de pessoas morreram por causa dessas doenças cardiovasculares.

No estudo, os pesquisadores explicam que um importante fator de risco cardiovascular que as pessoas podem modificar é a dislipidemia, quando o nível de gorduras no sangue está anormalmente elevado, como o colesterol.

"Está bem estabelecido que a substituição de ácidos graxos saturados por ácidos graxos mono ou poli-insaturados reduz o colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL), o "tipo ruim", que é um forte fator de risco da doença cardiovascular”, afirmam os cientistas.

Adotando o conselho de optar por óleos de sementes você pode proteger seu coração. 

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube