menu

Topo

Check-up VivaBem

Aqui boato não tem vez! Esclarecemos o que dizem por aí


Check-up VivaBem

O corpo só começa a queimar gordura depois de 30 minutos de exercício?

Check-up VivaBem - Treino 30 min

Marcia Di Domenico

Colaboração para o VivaBem

2018-08-29T04:00:00

29/08/2018 04h00

Quem faz academia provavelmente já ouviu que deve ficar na esteira por pelo menos 30 minutos para o corpo queimar gordura, e que todo o esforço feito antes desse tempo só vale como aquecimento. Não é bem assim. Essa teoria está ultrapassada e desmotiva muita gente que pensa em começar a treinar com foco em emagrecer.

Quando o corpo começa a queimar gordura?

No momento em que você levanta da cama pela manhã e caminha até o banheiro para escovar os dentes, seu organismo já começa a queimar gordura. É claro que em quantidade insignificante para fazer diferença no peso mostrado na balança, mas o exemplo vale para esclarecer que o corpo usa a gordura praticamente o tempo todo como combustível para realizar suas atividades

Veja também:

Ao começar uma atividade física, o metabolismo não está preparado e precisa se adaptar à demanda maior de energia proporcionada pelo exercício. Nesse primeiro momento de "emergência", você tende a usar a glicose (proveniente dos carboidratos), pois ela está dentro do músculo (em forma de glicogênio) e também disponível mais facilmente na corrente sanguínea do que a gordura, que precisa ser "quebrada".

Depois, o corpo se "acostuma" e passa a usar tanto a glicose quanto a gordura. É difícil cravar quanto tempo isso leva para acontecer, pois depende de adaptações de cada organismo, tipo de treino etc. Mas certamente não serão 30 minutos. Quando o organismo se adapta ao esforço, o que determina qual será o combustível predominantemente usado é a intensidade do exercício. 

Qual a intensidade ideal para queimar gordura?

Teoricamente, exercícios aeróbicos moderados e leves usam gordura como principal fonte de energia, enquanto atividades intensas priorizam o consumo glicose --pois o corpo necessita de energia rápida. Mas isso não quer dizer que um treino moderado é o mais eficiente para reduzir o estoque de gordura corporal, como se acreditou durante muito tempo.

Hoje, a maior parte dos especialistas defende que modalidades aeróbicas (corrida, caminhada, ciclismo, natação) feitas em alta intensidade são as mais eficientes para mobilizar os estoques de gordura. Motivo: mesmo que a gordura não seja o principal combustível, esse tipo de treino proporciona grande gasto calórico e gera um estresse muito grande no organismo. Assim, você gasta muita energia para se recuperar do esforço e o metabolismo pode ficar acelerado por até 48 horas, aumentando a queima de gordura. 

Como é difícil fazer continuamente um exercício intenso, o indicado é investir em um treino intervalado, em que você realiza grande esforço por um curto período, descansa e depois repete a sequência. É possível obter bons resultados com menos de 30 minutos de atividades nesse formato

Seu corpo aprende a queimar gordura

O segredo para otimizar a capacidade de uso da gordura pelo organismo é a regularidade no treinamento, que leva ao bom condicionamento físico. Com o tempo, podemos dizer que o corpo "entende" que sempre vai necessitar de energia para enfrentar um estresse (o exercício). Então, melhora o processo de utilização de gordura como combustível. A variação de estímulos também ajuda: quanto mais células e tecidos envolvidos na tarefa, maior a capacidade de uso do nutriente. 

Fontes: Antonio Herbert Lancha Jr., coordenador do Laboratório de Nutrição e Metabolismo da Escola de Educação Física e Esporte da USP (Universidade de São Paulo); Mario Charro, coordenador dos cursos de pós-graduação em educação física da FMU; Páblius  Staduto Braga, médico do esporte e gestor do Centro de Medicina Especializada do Hospital Nove de Julho; Aline Perez, educadora física e treinadora da academia Bio Ritmo.

Siga o UOL VivaBem nas redes sociais
Facebook  Instagram  YouTube