menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Doenças oculares ajudam no diagnóstico do Alzheimer

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

09/08/2018 11h39

A doença de Alzheimer é difícil de diagnosticar e tratar, mas os pesquisadores agora têm uma nova e promissora ferramenta de estudo: o olho.

Ao analisar 3.877 pacientes, os pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, encontraram uma ligação significativa entre três doenças oculares degenerativas --degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética e glaucoma-- e doença de Alzheimer.

Veja também:

Os resultados, publicados no periódico Alzheimer's & Dementia, oferecem aos médicos uma nova maneira de detectar aqueles com maior risco desse transtorno, o que causa perda de memória e outros sintomas de declínio cognitivo.

"A principal mensagem deste estudo é que os oftalmologistas devem estar mais conscientes dos riscos de desenvolver demência para as pessoas com estas condições oculares e os médicos de cuidados primários precisam ver pacientes com estas condições oculares podem ser mais cuidadosos na verificação de possíveis demência ou perda de memória”, disse Cecilia Lee, uma das autoras do estudo.

Os participantes do estudo tinham 65 anos ou mais e não apresentavam a doença de Alzheimer no momento da inscrição. Eles faziam parte do banco de dados do Adult Changes in Thought iniciado em 1994.

Durante o estudo de cinco anos, 792 casos de doença de Alzheimer foram diagnosticados por um comitê de especialistas em demência. Pacientes com degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética ou glaucoma apresentavam risco 40% a 50% maior de desenvolver doença de Alzheimer em comparação a pessoas sem essas condições oculares.

Os autores disseram ainda que vários fatores sugerem que os efeitos que eles descobriram eram específicos das condições oftálmicas e não meramente relacionados ao fenômeno da idade.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube