menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Cinco maneiras de aliviar a dor nas costas sem precisar tomar remédio

Getty Images
Exercícios e técnicas além dos medicamentos são mais eficientes para aliviar as dores nas costas em longo prazo Imagem: Getty Images

Manuela Biz

Colaboração para o VivaBem

09/08/2018 04h00

Se existe algo democrático neste mundo é a dor nas costas: 85% das pessoas vão senti-la pelo menos uma vez na vida, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Os motivos são bem variados. “Existe uma certa predisposição genética, sim. Mas idade, excesso de peso, má postura, esforços repetitivos e sedentarismo também influenciam”, diz o ortopedista Alexandre Fogaça Cristante, do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo). É fácil perceber que a maioria dessas causas está relacionada ao estilo de vida moderno. “Se observamos ao redor, vamos notar cada vez mais pessoas que passam o dia sentadas de qualquer jeito na frente do computador ou no sofá, e forçando o pescoço para baixo para olhar a tela smartphone”, diz o ortopedista Edson Pudles, presidente da Sociedade Brasileira de Coluna.

E quando a dor bate, é difícil resistir aos analgésicos que estão à mão - mesmo que eles não tenham sido indicados por um médico. “É lógico que, no primeiro momento, o remédio traz alívio”, diz Marília Funes, da SBAhq (Sociedade Brasileira de Anestesiologia). “Mas se o incômodo volta com o fim do efeito anestésico, é sinal de que você precisa ser avaliado por um ortopedista. Tomar mais comprimidos pode mascarar um problema sério na coluna e levar à dor crônica.”

Veja também:

Aliás, só o uso dos medicamentos sem orientação já pode terminar bem mal: a OMS calcula que há pelo menos uma morte por dia no mundo por automedicação. “Doses erradas causam intoxicação e podem prejudicar os rins e o fígado”, alerta Funes. Um estudo publicado no periódico Scientific Reports afirma que o excesso de paracetamol, um dos analgésicos mais comuns no mercado, provoca danos ao fígado similares aos da hepatite.

Então, qual a melhor solução para não sofrer com a dor nas costas? O primeiro passo é deixar o sedentarismo de lado. “Temos uma musculatura muito importante na região abdominal, chamada core, que é responsável pela sustentação da coluna. Se fortalecer ali, o risco de incômodo é menor”, explica Cristante.

E, se já tiver em tratamento por um problema ortopédico, você pode e deve procurar alternativas de alívio que não cabem em uma pílula: “Há várias terapias complementares que são reconhecidas pela medicina e geram resultados tão bons quanto analgésicos”, decreta Marília Funes. Nós listamos as vantagens de algumas delas:

1. Acupuntura

Oficialmente uma especialidade médica, a técnica com agulhas é indicada até para incômodos crônicos nas costas. “Ela ajuda na liberação de endorfina pelo corpo (uma substância natural que combate à dor), relaxa os músculos e alivia a tensão do paciente”, diz Funes, que também é especialista em Acupuntura pela AMB (Associação Médica Brasileira). Geralmente, já se percebe uma grande melhora lá pela quinta sessão.

2. Osteopatia

A base da técnica é crença de que todos os sistemas do corpo estão integrados e precisam trabalhar em equilíbrio. "Nós procuramos conhecer a história clínica e da dor de cada pessoa. Mas também fazemos avaliação postural, testes físicos e de mobilidade; até chegar em um diagnóstico final bem individualizado", explica a fisioterapeuta Samira Poliseli, da Escola de Osteopatia de Madrid, em São Paulo.

O tratamento é feito com intervenção manual para reorganizar as estruturas do organismo. “O objetivo não é eliminar a dor só na hora, mas a causa dela. E os resultados podem aparecer logo no primeiro encontro.” A osteopatia não tem contraindicação e é recomendada para incômodos agudos e crônicos.

3. Massagem

Se o médico liberar, algumas técnicas disponíveis em spas e clínicas são um alívio certo! “A massagem relaxa a musculatura das costas e o movimento das mãos ali estimula a circulação do sangue na região, o que acelera a recuperação em caso de lesão”, explica a fisioterapeuta Andréa Torres, do W Spa, no Rio de Janeiro. Uma boa prévia com a terapeuta vai ajudá-la a acertar a mão. “Alguns tipos de dor se beneficiam de mais pressão, outros exigem um toque mais leve. Tem que ser uma massagem, não tortura.” Também vale procurar por técnicas que usam pedras aquecidas ou géis que esfriam, por exemplo. “O calor é relaxante e o frio é analgésico”, completa Torres.

4. Pilates

Lembra a tal musculatura do core de que falamos acima? Poucas modalidades na academia focam tanto nele quanto o Pilates. “Nós trabalhamos com exercícios integrados que ativam a musculatura do core, fortalecem e alongam”, explica a educadora física Andressa Peters, instrutora de Pilates da Bodytech, em Curitiba. Aliás, o próprio Joseph Pilates disse que nós somos tão jovens quanto a flexibilidade de nossa coluna. Como ainda trabalha a consciência corporal, a técnica é excelente para melhorar a postura e prevenir dores nas costas. Mas mesmo quem já sente o incômodo pode participar das aulas com autorização do médico: “O instrutor indica adaptações dos exercícios respeitando as limitações de cada pessoa”, diz.

5. Ioga

Manter a boa postura é essencial para a técnica indiana. “O equilíbrio energético do nosso corpo depende disso”, explica a instrutora Renata Mozzini, diretora da Premananda Yoga School, em São Paulo. Por isso, sentar-se corretamente e com o alinhamento correto vai ser uma das primeiras coisas que você vai aprender numa aula de ioga - antes mesmo de mantras e meditações. “Durante a prática, fazemos muitas posturas de alongamento - para frente e para trás - e de torção que reorganizam os espaços entre as vértebras. Isso alivia e previne incômodos nas costas”, explica. Sem contar que você termina a aula muito mais relaxado do que começou - e isso é um santo remédio para qualquer dor.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube