Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Por que minha barriga faz barulhos constrangedores? Tem como evitar?

Pergunte ao VivaBem - barulho barriga
Imagem: Fernanda Garcia/VivaBem

Gabriela Ingrid

Do VivaBem

2018-07-31T04:00:00

31/07/2018 04h00

"Sofro há um ano com muitos barulhos na barriga, parecem 'ronco de fome'. O que pode ser e como tratar?"

Apesar de constrangedores para muitas pessoas, os barulhos provenientes do aparelho digestório são relativamente comuns. Considerando secreções, líquidos que são produzidos por outros órgãos e que ingerimos, surpreendentes 10 litros de fluidos fazem o caminho entre o estômago e os intestinos todos os dias.

Quando esses líquidos estão se locomovendo, eles normalmente são acompanhados de gases, também ingeridos pelo ar, por bebidas gaseificadas ou formados no próprio estômago, por meio da fermentação de alimentos. Ao se movimentarem conforme passam pelo aparelho digestivo, principalmente pelas alças do intestino delgado, os gases e os fluidos provocam ruídos.

Veja também:

Bastante comum quando há maior trânsito intestinal, como em casos de diarreia, todo mundo ouve a passagem desses gases e líquidos. Entretanto, algumas pessoas podem ter algum problema que provoque um aumento desse barulho. Cirurgias ocorridas anteriormente no sistema digestivo e que formam tecidos cicatriciais ou até mesmo tumores podem fazer com que a alça do intestino se feche. Isso diminui a mobilidade dos fluidos e dos gases. O próprio intestino, na tentativa de vencer a passagem, aumenta a produção de movimentos peristálticos e, consequentemente, dos ruídos.

Diferente das pessoas que não sofrem desse problema, indivíduos com a alça mais fechada costumam se queixar, além do barulho, de cólica, dor e desconforto. Exames de imagem de qualidade maior, como tomografia, ressonância ou contrastados, e às vezes até a endoscopia e colonoscopia podem diagnosticar o problema.

Para quem tem apenas o problema fisiológico, simples mudanças de hábito já reduzem os barulhos. O recomendado, no caso, é diminuir o consumo de alimentos e bebidas que aumentam a produção de gases, como refrigerantes, lácteos e carboidratos. Investigar também possíveis intolerâncias e alergias alimentares pode reduzir drasticamente os barulhos.

Fontes: Jaime Zaladek Gil, gastroenterologista do Hospital Israelita Albert Einstein; André Augusto, cirurgião geral do Instituto Endovitta.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um e-mail para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube