menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Células de gordura podem "prever" se você terá sobrepeso ou diabetes tipo 2

Getty Images
Um metabolismo mais sensível precisa de mudanças mais intensivas para evitar o excesso de peso e diabetes tipo 2 Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

10/06/2018 12h53

Você sempre come a mesma coisa que seu melhor amigo, mas você engorda e ele continua com corpão? O ganho de peso prolongado pode, em alguns casos, ser atribuído a uma capacidade reduzida de metabolizar a gordura, de acordo com um novo estudo publicada na revista Cell  Metabolism.

Estes indivíduos sensíveis podem precisar de mudanças mais intensivas no estilo de vida se quiserem evitar o excesso de peso e desenvolver diabetes tipo 2, segundo os pesquisadores.

Veja também:

Faz tempo que os cientistas tentam buscar explicativas para as variações na tendência das pessoas de desenvolver sobrepeso, obesidade e diabetes tipo 2. Além dos fatores relacionados ao estilo de vida, como dieta e atividade física, suspeita-se que diferenças fisiológicas no metabolismo desempenhem um papel importante.

“Suspeitávamos da presença de mecanismos fisiológicos no tecido adiposo que levam algumas pessoas a ficarem com sobrepeso e outras não, apesar das semelhanças de estilo de vida, e agora encontramos uma evidência”, disse Mikael Rydén, que participou do estudo.

Na pesquisa, cientistas analisaram amostras de tecidos de gordura subcutânea retirados dos estômagos de mulheres antes e depois de um período de acompanhamento de cerca de dez anos.

O que descobriram foi que a capacidade das células de gordura de liberar ácidos graxos (um processo chamado de lipólise) poderia ser usada para prever quais mulheres teriam desenvolvido diabetes tipo 2 até o final do estudo. Aquelas com a doença tinham atividade reduzida em um pequeno número de genes envolvidos na lipólise.

Depois disso, os pesquisadores separaram os processos entre lipólise basal, que é contínua, e lipólise estimulada por hormônio, que é acionada em resposta a um aumento na necessidade de energia do corpo.

As células adiposas das mulheres que mais tarde desenvolveram sobrepeso apresentaram alta lipólise basal, porém baixa lipólise estimulada por hormônios, o que resultou em um risco de 3 a 6 vezes maior de ganho de peso e diabetes tipo 2.

"Nossos resultados agora precisam ser corroborados em estudos maiores e também para homens, mas esperamos desenvolver uma maneira clinicamente conveniente de identificar indivíduos em risco de desenvolver sobrepeso e diabetes tipo 2, que podem precisar de intervenção mais intensiva no estilo de vida do que outros para ficar saudável ", diz o professor Rydén.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube