Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica

Cientistas descobrem região cerebral ligada a experiências espirituais

iStock
Participantes foram instruídos a descreverem uma situação em que sentiram uma forte conexão com um poder superior Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

05/06/2018 15h38

Um estudo identificou como as experiências transcedentais causadas pela fé são processadas no cérebro humano, identificando uma região do córtex parietal que parece estar envolvida no processo.

"Compreender essas bases neurais pode nos ajudar a entender melhor seus papéis na resiliência e recuperação da saúde mental e dos transtornos aditivos", diz um dos pesquisadores, o neurocientista Marc Potenza, da Universidade de Yale (EUA).

Veja também:

Para verificar onde esses momentos de percepção espiritual ocorrem dentro da cabeça das pessoas, a equipe de Potenza entrevistou 27 jovens saudáveis, convidando-os a ajudar a desenvolver um "roteiro imagético" personalizado, no qual eles lembravam de um episódio espiritual de suas vidas. Os participantes foram instruídos a descreverem uma situação em que sentiram uma forte conexão com um poder superior ou uma presença espiritual.

De acordo com os pesquisadores, "estados espirituais são aqueles que através do sentimento conectam você a algo maior do que a si mesmo, uma unidade ou força que pode ser experimentada como uma energia, poder superior, divindade, figura ou consciência transcendente."

Em uma sessão separada, uma semana depois, os mesmos voluntários foram submetidos a ressonâncias magnéticas que registravam sua atividade neural, enquanto escutavam uma voz feminina neutra lendo um roteiro da experiência espiritual que haviam relatado.

A ideia era fazê-los recordar a experiência, enquanto imaginavam sua atividade cerebral, para ver onde e como essa espiritualidade se registrava cognitivamente. "Em todas as culturas e ao longo da história, os seres humanos relataram uma variedade de experiências espirituais e o senso de união percebido que transcende o senso comum do eu", explicou a equipe em seu artigo.

"No entanto, pouco se sabe sobre os mecanismos neurais subjacentes de experiências espirituais, particularmente quando examinados em diferentes tradições e práticas."

Pesquisas futuras

Os resultados mostraram que, quando as experiências espirituais foram lembradas, os participantes exibiram padrões de atividade similarmente reduzidos no lobo parietal inferior esquerdo (LIP), que está envolvido na consciência de si e dos outros, bem como atividade reduzida no tálamo medial e caudado, regiões associadas ao processamento sensorial e emocional.

O estudo, publicado na revista Cerebral Cortex, oferece uma nova visão sobre como os sentimentos de espiritualidade ocorrem dentro do cérebro - e a calma e as sensações de conexão que o acompanham. Isso poderia ser um grande ponto de partida para pesquisas futuras sobre os mecanismos neurológicos de saúde mental.

Ao melhorar nossa compreensão empírica de como as experiências espirituais são mediadas pelo cérebro, escrevem os pesquisadores, poderemos ajudar a "facilitar a integração judiciosa da espiritualidade no tratamento e na prevenção em áreas de condições de saúde mental".

Limitações

Apesar dos resultados, é importante ressaltar que a equipe está baseando suas descobertas em um estudo com apenas 27 participantes, todos jovens e que falam inglês, recrutados em New Haven, Connecticut (EUA).

Não é possível dizer que suas experiências de espiritualidade sejam representativas de todos os outros - algo que a equipe reconhece e diz que deve ser estendido nos estudos subsequentes, incorporando pessoas de um conjunto mais diversificado de origens.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube