menu
Topo

No supermercado

Um manual para te ajudar a comprar melhor

Em busca de uma boa aveia? Escolha a em flocos ou a farinha integral

Marcia Albuquerque/VivaBem
Imagem: Marcia Albuquerque/VivaBem

Thais Szegö

Colaboração para o VivaBem

04/06/2018 04h00

Redução do colesterol, maior controle da glicemia, melhora da saúde do intestino, aumento da sensação de saciedade e ajuda na manutenção do peso. A lista de benefícios da aveia é grande, o que faz com que ela seja uma das queridinhas de quem aposta em uma alimentação saudável. Além disso, é muito versátil, pois pode ser consumida de diversas formas: polvilhado sobre frutas, misturado ao iogurte ou ao leite ou mesmo substituindo a farinha de trigo nas receitas em geral. Veja quais são os detalhes importantes na hora de escolher qual tipo de aveia levar para casa.

Lata metálica: a melhor
Ela é hermética, impedindo que o alimento tenha contato com luz e oxigênio, que podem danificá-lo, levando a um aspecto rançoso e favorecendo a contaminação por micróbios. Além disso, evita que ele fique úmido por causa da possível presença de vapor d’água no ambiente externo, o que facilita a sua deterioração. 

No caso dos sacos plásticos, os melhores são os não transparentes
Ainda que a maioria seja selada termicamente, que é a forma mais eficaz, esse tipo de embalagem feita com plástico flexível é semipermeável, o que significa que minimiza, mas não impede as trocas gasosas com o ambiente externo, permitindo o contato da aveia com o oxigênio e o vapor d’água. Prefira as mais grossas, que oferecem melhor proteção. Se elas forem pigmentadas, ou seja, com desenhos, melhor, pois protegem contra a luz solar e artificial.

A caixa aparece na lanterninha das melhores opções
Entre as três, a feita com papel cartão é a que menos oferece proteção, fazendo com que o contato do alimento com os gases do meio externo seja mais fácil. Mas o fato de ela não ser transparente, rende alguns pontos no quesito bloqueio da luz. O melhor é procurar os produtos acondicionados na combinação de saco plástico e caixa de papel.


Elas são divididas em: flocos, flocos finos, farinha e farinha integral.

No caso dos flocos, os benefícios são os mesmos
Eles têm a mesma composição e os mesmos teores de nutrientes, como calorias, proteínas, carboidratos, gorduras e fibra, e ambas contam com boas quantidades de vitaminas e minerais, pois a diferença está apenas no tamanho das partículas do grão de aveia integral que é prensado para a fabricação do produto.

Entre as farinhas, aposte na integral
Embora não seja comercializada na forma de flocos, ela oferece os mesmos nutrientes, pois também é feita com os grãos integrais da aveia que são moídos até ficarem bem fininhos. Já a farinha refinada, que não vem com essa denominação na embalagem, é fabricada após a remoção do farelo, portanto contém mais carboidratos e menos fibras alimentares.


No caso das farinhas, cheque se ela é integral

Isso garante que ela não seja refinada e, assim, ofereça mais nutrientes

Verifique a integridade da embalagem

É imprescindível que ela não esteja danificada para garantir a qualidade e a validade da aveia.

Mapa do rótulo

- Tipo: se ela está na forma de flocos, flocos finos, farinha ou farinha integral 
- Data de fabricação: se ela estiver presente, deve ter uma diferença de até seis meses para o vencimento.
- Validade

Informação nutricional

Aveia em flocos
• Porção de 30 ml (2 colheres de sopa)
• Valor energético: 104 kcal
• Carboidratos: 17 gramas
• Proteínas: 4,3 gramas
• Gorduras totais: 2,2 gramas
• Fibras: 2,9 gramas
• Sódio: zero

Farinha de aveia refinada
• Porção de 50 ml (1/2 xícara)
• Valor energético: 190 kcal
• Carboidratos: 33 gramas
• Proteínas: 6,4 gramas
• Gorduras totais: 3,8 gramas
• Fibras: 2,3 gramas
• Sódio: zero

Fonte ouvida pelo VivaBem: Roger Darros-Barbosa, coordenador do curso de engenharia de alimentos da Universidade Estadual Paulista, UNESP.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube