Topo

Check-up VivaBem

Aqui boato não tem vez! Esclarecemos o que dizem por aí

Nosso corpo queima mais calorias no frio?

Check-up VivaBem - Frio
Imagem: Priscila Barbosa/VivaBem

Ana Carolina Nunes

Colaboração para o VivaBem

30/05/2018 04h00

Quando o frio chega aumenta a nossa vontade de comer alimentos mais calóricos, como massas, cremes e molhos feitos com queijo, feijoada, chocolate, capuccino... Muitas pessoas associam esse aumento do desejo por refeições gordas ao fato de que nosso organismo gasta mais energia para manter o corpo aquecido. Será que isso acontece mesmo e podemos comer besteiras sem engordar quando o termômetro cai? 

O corpo gasta mais calorias no frio?

Sim. Quando está frio, o organismo tem de produzir mais energia para manter a temperatura corporal adequada (em torno de 36,5 °C), e isso faz com que o metabolismo aumente. "Mas a elevação do gasto calórico é pequena e não vai gerar perda de peso corporal", destaca Osmar Monte, médico endocrinologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). 

Estou liberado para comer mais?

O gasto calórico no frio não é tão grande ao ponto de permitir que você devore todas as guloseimas que tiver vontade. Portanto, tente controlar o apetite e sempre opte por alimentos saudáveis. E já aviso que isso não será fácil: a pequena elevação do metabolismo é acompanhada do aumento da sensação de fome, já que o corpo busca uma forma para repor a maior demanda de energia.

Segundo o médico endocrinologista Renato Zilli, outra razão para evitar o aumento do consumo calórico no frio é que nessa época é natural as pessoas reduzirem a quantidade de atividade física que realizam. Portanto, apesar de seu organismo estar gastando um pouco mais de energia para manter o corpo aquecido, por outro lado você acaba deixando de queimar as calorias que normalmente detonava no exercício.  

"Para não engordar no inverno, é importante manter a disciplina e colocar a atividade física como prioridade. Além disso, sempre é bom lembrar do básico: mastigar devagar, dormir bem e preferir alimentos menos processados, que contribuem para prolongar a saciedade e ajudam na manutenção do peso”, orienta Zilli.

O que acontece exatamente com o corpo?

O aumento da geração de energia no organismo para equilíbrio da temperatura ocorre dentro da mitocôndria na forma de energia livre, ou seja, que não é aproveitada para as funções metabólicas do organismo.

No nosso cérebro, na região do hipotálamo, existe um centro de controle da temperatura corporal que faz a conexão com o sistema nervoso autônomo para que, ao ser detectada a sensação de frio, seja liberada mais catecolamina. Esse composto orgânico aumenta a liberação de energia livre --ou calor -- na mitocôndria, que é o que irá aquecer nosso corpo, quimicamente falando.

Fontes: Gabriela Cilla, nutricionista e gastróloga especialista em nutrição clínica, funcional e esportiva; Renato Zilli, médico endocrinologista do Hospital Sírio Libanês; Osmar Monte, médico endocrinologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP); e Eduardo Colombari, fisiologista e presidente-eleito da Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFis).

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube