Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Tentando ter um bebê? Comer peixe pode ajudar

iStock
Ao longo dos 12 meses do estudo, 92% dos casais que comiam peixe duas vezes por semana ou mais estavam grávidos Imagem: iStock

Do VivaBem

26/05/2018 14h05

Além de fazer bem ao coração, atrasar a menopausa e prevenir a doença de Parkinson, comer peixe também pode aumentar a taxa de fertilidade. Um estudo publicado no periódico Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism descobriu que o alimento não só eleva as chances de as mulheres engravidarem como também faz os casais terem mais relações sexuais.

Realizada por cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a pesquisa analisou 501 casais que estavam tentando engravidar sem assistência médica. Todos mantinham diários sobre a dieta e outros hábitos de saúde e comportamento, incluindo o consumo de peixe e a frequência das relações sexuais. Os pesquisadores observaram os casais por um ano ou até a gravidez.

Veja também:

Os resultados mostraram que, comparados com os casais que comiam uma porção de peixe por semana, os homens que comiam duas ou mais porções engravidaram suas mulheres em um tempo 47% mais curto, e as mulheres ficaram grávidas em um tempo 60% menor. Os parceiros que comiam peixe também tiveram relações sexuais, em média, 22% mais frequentes, e a associação de comer peixe com a gravidez persistiu mesmo depois de controlar a frequência do ato sexual.

Ao longo dos 12 meses do estudo, 92% dos casais que comiam peixe duas vezes por semana ou mais estavam grávidos, em comparação com 79% entre os que comiam menos.

O mecanismo, no entanto, ainda é uma incógnita para os pesquisadores. "Os frutos do mar podem ajudar na qualidade do sêmen, ovulação e outros marcadores", diz a principal autora, Audrey J. Gaskins. “Ou talvez esses casais passem mais tempo juntos. Mas se é o peixe que os une, isso ainda é causal, embora através de um caminho comportamental, não biológico.”

Segundo Gaskins, as mulheres têm medo de peixe por causa das preocupações com o mercúrio, mas há baixos níveis de contaminação nos frutos do mar que comemos normalmente --atum enlatado, salmão, camarão e outros crustáceos.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube