menu

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Conheça as causas e como evitar a dor na lateral da barriga ao correr

iStock
A dor na lateral da barriga surge repentinamente e geralmente para quando diminuímos o esforço Imagem: iStock

Anna Paula Lima

Colaboração para o VivaBem

21/05/2018 04h00

Quem corre, joga futebol, basquete ou faz outro tipo de exercício mais intenso já deve ter sentido ao menos uma vez na vida a famosa dor na lateral da barriga, uma pontada repentina que nos obriga a diminuir o ritmo ou até interromper o exercício. Mas o que é isso? 

Especialistas explicam que a dor de lado --conhecida também por nomes mais pomposos como dor no flanco ou dor abdominal transitória relacionada ao exercício -- tem diversas causas, mas uma coisa é consenso: a fisgada geralmente ocorre quando o esforço da atividade física está perto do limite do seu condicionamento.

Veja também:

Principais causas

Esse incômodo físico foi muito estudado nos últimos anos e pode ser provocado por mais de um motivo. Uma das possíveis razões para a dor na lateral da barriga seria a fadiga do diafragma, principal músculo respiratório. “A teoria mais aceita é a redução do aporte de sangue que chega ao diafragma, causando uma fadiga precoce nele e, consequentemente, a dor local", diz Diego Leite de Barros, fisiologista do Hospital do Coração em São Paulo e diretor da DLB Assessoria Esportiva.

É importante deixar claro que, apesar de o diafragma ser um músculo respiratório, dificilmente a dor de lado é gerada devido ao jeito que você respira durante o treinoO desconforto é mais comum em sedentários ou pessoas que estão iniciando na atividade física, que acabam se submetendo a um esforço acima da sua capacidade física. 

Também existe a hipótese de que problemas posturais durante o exercício, gerados principalmente pela falta de força no core (abdome, lombar e quadril), provoquem o desconforto. "O diafragma seria prejudicado em sua função de músculo respiratório pela deficiência na ativação da musculatura lombar", explica Barros.

iStock
Fadiga no músculo do diafragma e até alimentação incorreta podem gerar a dor na lateral do abdome Imagem: iStock

A dor no flanco também pode estar relacionada ao baço. "O órgão necessita de uma grande quantidade de sangue, que no momento do exercício é direcionado para os músculos e outras regiões”, explica o educador físico Nelson Evêncio, presidente da Associação de Treinadores de Corrida de São Paulo.

Quando o fluxo sanguíneo no baço não é suficiente, pode ocorrer uma distensão: “Ligamentos e fibras lisas que sustentam o baço e o fígado entram em fadiga precocemente e se friccionam, resultando na dor", diz Simone Puglielli Lotito, educadora física e doutora em ciências da fisiologia pela Unicamp. 

Outro fator que contribui para esta dor é a ingestão de líquidos ou alimentos de difícil digestão muito perto da hora do treino. Motivo: eles ficam "parados" no estômago e podem criar uma resistência para o trabalho do diafragma.

Tem solução? Sim!

Quanto mais bem condicionado você estiver, maior o grau de segurança para não sentir o desconforto. Na hora da pontada, a saída é diminuir o ritmo ou parar. O incômodo logo desaparecerá. “Para evitar que a situação se repita, melhore seu preparo físico, principalmente se exercitando em intensidades mais baixas”, indica Evêncio.

Para Leite de Barros, a melhor estratégia de evitar a dor é seguir um programa de treino adequado ao seu preparo físico, com intensidade e volume que o corpo pode suportar. "Quando trabalhamos dentro dos nossos limites, as dores e os incômodos são menos frequentes e nossa progressão e desempenho físico são mais lineares e seguros."

Também vale a pena dar uma atenção especial ao que se come e bebe antes dos treinos. “Uma alimentação leve e sem fibras pode ajudar a evitar que o estômago cheio comprima o diafragma”, complementa Lotito.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube