menu
Topo

Longevidade

Práticas e atitudes para uma vida longa e saudável

Musculação é essencial para vida longeva, mas não é preciso pegar pesado

Getty Images
Sarcopenia é a diminuição da massa muscular (massa magra) no corpo Imagem: Getty Images

Gabriela Ingrid

Do VivaBem

16/05/2018 09h14

Para obter os benefícios da atividade física na terceira idade não é preciso sofrer, levantando equipamentos superpesados. Basta focar em pesos leves e moderados e fazer movimentos rápidos. É o que disse Irineu Loturco, doutor em Alto Rendimento Esportivo, durante palestra realizada no lançamento da plataforma de longevidade Plenae, na terça-feira (15), em São Paulo.

De acordo com o educador físico, a prática de exercícios ao longo da vida é essencial para reduzir a sarcopenia (perda de massa muscular que aumenta de acordo com a idade). “O envelhecimento é muito agressivo com a massa muscular. Se a pessoa se exercita, no entanto, o músculo se mantém”, afirmou Loturco. Além dos exercícios aeróbicos, como a corrida, o levantamento de peso é igualmente importante. “Estudos mostram que o treinamento de força está relacionado à taxa de redução da mortalidade, principalmente em pessoas com mais de 60 anos. Até mesmo mortes por câncer são reduzidas nessa faixa etária devido à musculação.”

Leia também:

Mas não pense que para se beneficiar do exercício é preciso sofrer na academia. “O tal do ‘No pain, no gain’ não faz muito sentido, de acordo com estudos atuais”, disse Loturco. Segundo ele, treinar força com cargas altas tem ganhos similares ao treinamento de potência com cargas leves a moderadas. Mas a velocidade dos movimentos deve ser maior.

O palestrante ainda lembrou que a sarcopenia ocorre durante toda a vida adulta e é inevitável, mas ela se torna mais agressiva aos 50 ou 60 anos de idade. O problema é que a perda de massa muscular tem relação com a perda geral de saúde. Quem faz exercício, no entanto, tem maior de qualidade de vida e, consequentemente, uma vida mais longa.

A atividade física vai muito além de apenas fortalecer o corpo. “Praticar exercícios ao longo da vida e reduzir a sarcopenia torna os idosos mais aptos a realizarem suas tarefas funcionais no dia a dia, como levantar e sentar em uma cadeira, carregar uma mala ou manobrar um carrinho de supermercado”, disse Loturco.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube