Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Depressão pode estar ligada a problema de memória e envelhecimento cerebral

Idosa solitária/ Idosa depressão
A depressão e o envelhecimento cerebral podem ocorrer simultaneamente Imagem: Idosa solitária/ Idosa depressão

Do VivaBem, em São Paulo

13/05/2018 15h32

A depressão em adultos mais velhos pode estar ligada a problemas de memória, de acordo com um novo estudo publicado na edição online do jornal Neurology. A pesquisa também mostrou que os idosos com maiores sintomas de depressão podem ter diferenças estruturais no cérebro em comparação com pessoas sem os sintomas.

“Como os sintomas da depressão podem ser tratados, pode ser possível que o tratamento também reduza os problemas de pensamento e memória”, comentou otimista a autora do estudo, Adina Hazzouri, da Universidade de Miami, nos Estados Unidos. “Com cerca de 25% dos adultos mais velhos apresentando sintomas de depressão, é importante entender melhor a relação entre a doença e problemas de memória”, completou.

Veja também:

O estudo envolveu mais de mil pessoas com a idade média de 71 anos que não tinham sofrido AVC (Acidente Vascular Cerebral). No início da pesquisa, todos passaram por exames cerebrais, psicológicos e avaliações de pensamento. Depois de cinco anos, os testes foram todos refeitos.

No começo do estudo, 22% dos participantes apresentaram maiores sintomas de depressão. Analisando os dados os pesquisadores descobriram que os maiores sintomas da doença foram ligados à pior memória episódica -a capacidade de lembrar experiências e eventos específicos.

Também ficou claro que aqueles com maiores sintomas de depressão tinham diferenças no cérebro, incluindo menor volume cerebral, bem como uma chance 55% maior de pequenas lesões vasculares no cérebro.

"Nossa pesquisa sugere que a depressão e o envelhecimento cerebral podem ocorrer simultaneamente, e maiores sintomas de depressão podem afetar a saúde cerebral através de pequenas doenças vasculares", concluiu Hazzouri.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube