menu
Topo

O poder dos alimentos

Seu prato torna sua vida mais saudável

Chá-verde e tomate ajudam a manter a aparência da pele jovem e radiante

Poder dos Alimentos - Pele
Imagem: Gabriela Sánchez/VivaBem

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

04/05/2018 04h00

Diariamente, somos expostos a diversas situações que acabam prejudicando a aparência da nossa pele. São os chamados danos oxidativos, gerados pela radiação solar, poluição, cigarro e o estresse, por exemplo, que causam estes prejuízos à nossa aparência. Além de cuidados diários como limpeza, hidratação e filtro solar, alguns alimentos com vitaminais, minerais e aminoácidos certos podem atuar como uma espécie de tratamento extra, ativando nossas defesas antioxidantes que auxiliam na renovação celular e deixam a pele jovem e gloriosa por mais tempo.

A nutróloga Dinah Ribeiro de Paula, vice-presidente da Sobrae (Sociedade Brasileira para o Estudo do Envelhecimento), Alessandra Romiti, médica dermatologista da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e Cesar Boguszewski, presidente da Comissão Internacional da Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), dão algumas dicas de alimentos que ajudam, ou atrapalham, a boa aparência da derme.

Coloque no cardápio

iStock
Imagem: iStock

Tomate
Possui um antioxidante chamado licopeno, que tem o poder de varrer para fora do corpo os radicais livres (moléculas que causam o envelhecimento) produzidos pela radiação solar, funcionando como uma espécie de "protetor solar" natural da pele, atuando ainda como coadjuvante do filtro tradicional em creme. Como os efeitos do sol na pele são um dos fatores de envelhecimento cutâneo, é de grande valia. O licopeno também pode ser encontrado na melancia.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Chá-verde
Contém um alto teor de um composto chamado catequina, que estimula o fluxo sanguíneo e o oxigênio para a pele, algo essencial para mantê-la saudável. O ideal é tomar uma xícara diariamente. Mas precisa ser em infusão, na temperatura correta, entre 70 e 80 ºC. Se a água ferver, libera muita tanina, deixando um sabor meio amargo na bebida.

iStock
Imagem: iStock

Sardinha
Uma porção de 100 gramas dessa espécie de peixe contém cerca de 2 gramas de ácidos graxos ômega-3. Esse tipo de gordura saudável estimula a produção de ceramidas pelo corpo, garantindo a hidratação fisiológica da pele. Se a pessoa está com deficiência, se reflete em uma cútis mais seca e sem brilho. Além disso, o ômega-3 possui ação anti-inflamatória, o que reduz danos celulares.

Abóbora
Tem bastante beta-caroteno, cuja abóbora cozida é uma das principais fontes. O corpo converte o antioxidante em vitamina A, que é essencial para o crescimento das células da pele. Isso, por sua vez, ajuda a manter uma cútis macia e suave.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Couve
É uma das melhores fontes de luteína e zeaxantina, nutrientes que absorvem e neutralizam os radicais livres criados pela luz ultravioleta. Além disso, possui vitaminas A, B, C e K, bem como antioxidantes e fitonutrientes, que ajudam a manter a pele jovem por mais tempo.

iStock
Imagem: iStock

Proteínas
Nove aminoácidos essenciais, que são encontrados em diferentes tipos de proteínas, funcionam como uma espécie de combustível para aumentar a produção de colágeno, ajudando a deixar a pele jovem e vibrante. Carne de vaca, de aves domésticas e peixes fornecem grandes quantidades de aminoácidos, úteis para aumentar a produção de colágeno. Se você for vegetariano, tente a proteína de ervilha.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Gelatina
Antes de mais nada, não se engane: nenhuma evidência científica garante que o colágeno presente na fórmula vá realmente ajudar a deixar a sua pele mais jovem. Mesmo assim, é uma fonte de proteínas, que é sempre boa no processo de deixar a pele mais saudável.

iStock
Imagem: iStock

Romã
As sementes têm muitos antioxidantes, como a vitamina C, que impedem as linhas finas, rugas e ressecamento, ao neutralizar os radicais livres que afetam a pele. Isso foi comprovado por um estudo, que descobriu que a maior ingestão de vitamina C diminuiu a probabilidade de ressecamento e rugas em mulheres de meia-idade. A fruta ainda contém antocianinas (que ajudam a aumentar a produção de colágeno, dando à pele uma aparência mais firme).

Veja também:

Melhor maneirar

iStock
Imagem: iStock

Petiscos salgados processados
Alimentos ricos em sal processado, como salgadinhos e biscoitos, desidratam a pele, algo que ajuda a promover o enrugamento prematuro. Esses alimentos também tendem a não ser nutritivos, o que não favorece você nem a sua cútis. Que tal substituir esse tipo de snack por amêndoas, por exemplo? Elas possuem vitamina E e gorduras saudáveis.

iStock
Imagem: iStock

Açúcar
O efeito do açúcar envolve a ligação entre duas moléculas de colágeno (integrante natural da pele), que desencadeia um processo chamado glicação, em que as fibras de colágeno se tornam inflexíveis e incapazes de serem renovadas. O resultado são rugas e flacidez, tornando o processo de flacidez ainda mais rápido. Para piorar a situação, o açúcar também pode aumentar problemas de pele já existentes, como rosácea e acne.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube