Topo

No supermercado

Um manual para te ajudar a comprar melhor

Para escolher o melhor tipo de pão integral? Comece olhando os multigrãos

Marcia Albuquerque/VivaBem
Imagem: Marcia Albuquerque/VivaBem

Thais Szegö

Colaboração para o VivaBem

30/04/2018 04h00

O pão integral oferece motivos de sobra para garantir seu lugar na lista de compras. Conta com mais nutrientes, como as vitaminas do complexo B, magnésio, cálcio, potássio e fósforo, e é mais rico em fibras, que proporcionam saciedade, estimulam o funcionamento do intestino e colaboram para o controle do colesterol. Além disso, é absorvido pelo organismo mais lentamente, evitando as perigosas flutuações nas taxas de açúcar no sangue e garantindo energia por mais tempo.

E de acordo com uma pesquisa divulgada no início deste ano pelo Idec (Instituto de Defesa do Consumidor), boa parte dos brasileiros têm consciência de que esse tipo de pão leva vantagem em relação ao branco. Dos 944 indivíduos entrevistados, 23,3% afirmou que procura a palavra integral na embalagem na hora da compra.

Leia também:

A má notícia é que não há uma regulamentação no país que determine o que é uma farinha integral. Ou seja, o fabricante pode misturá-la com uma refinada, fazendo com que haja chance de uma pessoa consumir um produto que não oferece os benefícios prometidos. A seguir, damos as dicas de como escolher o melhor tipo de pão integral.

Fique atento à integridade do pacote

No que diz respeito ao acondicionamento do produto, eles são similares, por isso a dica é verificar se ele não está danificado e se está bem fechado.

O local onde estão posicionados também conta

Os pães não devem estar em contato com o chão e nem em prateleiras muito elevadas. Além disso, é importante verificar se eles estão longe dos produtos de higiene e limpeza e se não estão amassados.

Existem várias opções diferentes no mercado, mas em geral elas são divididas em integral e multigrãos

Quanto mais tipos de grãos, melhor

Os multigrãos podem ser feitos com diversos ingredientes, como chia e linhaça. Por essa razão, têm uma quantidade maior de fibras, o que faz com que ele proporcione mais saciedade, melhorando o trânsito intestinal e prevenindo doenças cardiovasculares. Outra vantagem desse tipo de pão é que ele oferece uma quantidade e variedade maior de nutrientes.

Mas o integral simples também é uma boa aposta

Ele também oferece uma boa quantidade de fibras e nutrientes, cálcio, fósforo, potássio e magnésio, por exemplo. E de longe é mais saudável do que o produto refinado.

Nem sempre a palavra integral indica que o pão é realmente desse tipo

A legislação brasileira não define o que pode ser considerado farinha integral e nem a quantidade indicada desse ingrediente na receita, ou seja, os produtos encontrados no mercado podem ser feitos a partir de uma mistura de farinha refinada, integral, farelo de trigo e/ou outros cereais.

Além disso, as expressões rico em fibras e fonte de fibras também podem ser usadas diante de uma quantidade pequena dessa substância, 5 e 2,5 gramas, respectivamente.

Cheque sempre a lista de ingredientes

Como a palavra integral ou a expressão fonte de fibras nem sempre são garantias de que dentro do saquinho há um alimento de fato mais saudável, checar as informações nutricionais do produto é importantíssimo para verificar se a farinha integral está entre os primeiros itens da lista, o que indica que ela está em maior quantidade no produto. E quanto maior a quantidade de fibras, melhor. Pois, assim, fica mais fácil atingir a recomendação diária dessa substância, que é de 25 a 30 gramas.

Dê uma atenção redobrada ao prazo de validade

Os integrais costumam durar menos do que os brancos (sete dias após a abertura, em média), pois as fibras têm mais afinidade com a água, o que favorece o aparecimento de fungos e bolores. O seu prazo de validade depende de vários fatores, como a quantidade de água do produto, a temperatura no transporte e no armazenamento e o tipo de embalagem e isso pode ser conferido na data estampada no rótulo. Em casa, ele pode ser guardado na geladeira para garantir a sua durabilidade.

Mapa do rótulo

  • Tipo do produto: se o pão é integral ou multigrãos;
  • Data de validade: o tipo integral dura menos que o pão que é feito apenas com farinha refinada.

No contra-rótulo

  • Lista de validade para saber se a farinha integral está entre os primeiros itens;
  • Tabela nutricional: opte, também, pelos que têm maior quantidade de fibras.

Informações nutricionais
(porção de 50 gramas - 2 fatias)

Versão integral 

  • Calorias: 125 kcal
  • Carboidratos: 20 gramas
  • Proteínas: 7 gramas
  • Gorduras totais: 1,3 gramas
  • Gorduras saturadas: 0
  • Fibras: 2,7 gramas
  • Sódio: 180 mg

Versão multigrãos 

  • Calorias: 116 kcal
  • Carboidratos: 17 gramas
  • Proteínas: 5,9 gramas
  • Gorduras totais: 2,6 gramas
  • Gorduras saturadas: 0,4 gramas
  • Fibras: 3,5 gramas
  • Sódio: 183 mg

Fontes ouvidas pelo VivaBem: Carlos Wanderlei Piler De Carvalho e Cristina Yoshie Takeiti, pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos, especialistas em cereais, tubérculos e raízes.