Topo

Check-up VivaBem

Aqui boato não tem vez! Esclarecemos o que dizem por aí

Pedalar muitos quilômetros prejudica a ereção ou causa impotência sexual?

Check-up VivaBem - disfunção sexual
Imagem: Priscila Barbosa/VivaBem

Marcia Di Domenico

Colaboração para o VivaBem

04/04/2018 04h00

A questão é antiga e passou a ser investigada com mais afinco nos anos 1990. Nessa época, ciclistas homens (profissionais e amadores) que pedalavam longas distâncias em um dia ou muitas horas por semana começaram a se queixar de formigamento na região genital e dificuldade de ereção. Desde então, dezenas de estudos tentaram explicar a ligação entre o tempo que você fica sentado na bike e a dificuldade da "coisa lá embaixo" levantar...  

Como pedalar afeta a ereção?

Conforme a posição do corpo, o selim tende a comprimir o períneo, região que fica entre o pênis e o ânus. Ali, passa uma rede de artérias e nervos responsáveis pela irrigação e sensibilidade do órgão genital. Assim, dependendo de como é o banco da sua bike e o tempo que você fica nele, a oxigenação e a condução de impulsos elétricos fundamentais para a ereção são prejudicados.

A bike pode deixar você "brocha" para sempre?

Apesar de o selim poder prejudicar a ereção, os especialistas dizem que faltam evidências científicas suficientes para estabelecer uma associação direta entre pedalar e ficar impotente. A maioria dos estudos feitos até hoje não cravam, por exemplo, qual o volume (distância ou tempo), a intensidade e a frequência semanal de exercício capazes de afetar a potência sexual. Uma pesquisa publicada no Journal of Men´s Health avaliou mais de 5.000 ciclistas do sexo masculino que treinavam de quatro a oito horas e meia por semana, e não detectou uma relação entre treinamento na bike e disfunção erétil.

A disfunção erétil é um problema multifatorial, que se dá pela combinação de questões psicológicas (ansiedade, estresse), fisiológicas (desequilíbrio hormonal, hipertensão e diabetes) e hábitos ruins (tabagismo, sedentarismo e excesso de álcool).

Como evitar problemas de ereção

É importante deixar claro que pedalar --ou fazer qualquer exercício -- é ótimo para seu desempenho sexual. A atividade física melhora o sistema cardiovascular, fazendo com que um grande volume de sangue chegue ao seu pênis e você tenha ereções potentes. Também estimula a produção de hormônios ligados ao apetite sexual, como testosterona. 

O que afeta seu órgão sexual é o selim da bicicleta. Especialistas afirmam que modelos estreitos e com a parte da frente alongada aumentam a pressão sobre o períneo. Portanto, prefira um banco largo e com a ponta (ou “nariz”, no jargão do ciclismo) curta.

Ao andar de bicicleta, procure alternar momentos sentando no banco e em pé, para aliviar a pressão períneo. Uma pesquisa com quase 4.000 ciclistas publicada no The Journal of Urology conclui que pedalar em pé por 20% do tempo total de atividade é suficiente para diminuir a sensação de pênis dormente e problemas de ereção. Movimentar-se sobre o selim quando está sentado nele, alternando o apoio na parte da frente, de trás e nas laterais do quadril também ajuda.

Outra coisa importante é ajustar a altura do banco corretamente: sua perna tem de ficar quase estendida quando o pedal está na posição mais baixa. Desse modo, você não pressiona tanto o períneo contra o selim ao andar de bike.

Fontes: Páblius Staduto Braga, coordenador do Centro de Referência em Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital 9 de Julho; Thiago Nunes, urologista da Grupo Huntington de Reprodução Assistida.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube