menu

Topo

O poder dos alimentos

Seu prato torna sua vida mais saudável


Como dar brilho aos fios do cabelo? Consuma carnes, ovos e abacate

Poder dos Alimentos - Cabelo
Imagem: Gabriela Sánchez/VivaBem

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

16/03/2018 04h00

O brilho é reflexo da luz nas cutículas dos fios. Uma alimentação saudável é o primeiro passo para garantir um cabelo forte, pois ajuda a evitar uma queda na qualidade dos fios e, como consequência, perda de brilho. Mas não é o único fator de influência, pois hábitos como fazer hidratação nos fios, estilo de vida, genética e até fatores emocionais e hormonais também colaboram (ou não) para a saúde capilar.

Valéria Longo, pesquisadora do laboratório CDMF da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), Valcinir  Bedin, nutrólogo e Presidente da SBC (Sociedade Brasileira do Cabelo) e o endocrinologista e nutrólogo Wilmar  Accursio, presidente da Sobrae (Sociedade Brasileira para Estudos do Envelhecimento) falam sobre quais alimentos ajudam ou prejudicam a saúde dos fios.

Coloque no prato:

iStock
Imagem: iStock

Carne vermelha
São fontes de proteína de alto valor biológico. Entre outros nutrientes, possui ferro, essencial para a produção da estrutura do cabelo. Além disso, tem vitamina B, que é coadjuvante na formação da queratina, proteína dos fios. Apenas prefira cortes mais magros, como patinho e maminha, para fugir do excesso de gordura.

iStock
Imagem: iStock

Quinoa
A queratina confere estrutura à fibra do cabelo, e são os aminoácidos que auxiliam para boa formação da queratina. A quinoa, por exemplo, é rica nesses elementos essenciais.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Ovo
Para que haja cabelo suficiente em sua cabeça, aproximadamente 85% dos fios sempre estão na fase de crescimento e apenas 14% na fase de repouso--que são aqueles fios que caem na nossa mão ao toque mais leve ou simplesmente caem no chão ao longo do dia. O ovo é rico em vitaminas do complexo B, que impedem a queda do cabelo e promovem seu crescimento na fase anágena, também conhecida como fase de crescimento e de formação de novas fibras de cabelo.

iStock
Imagem: iStock

Peixes
Entre seus benefícios, possui tiamina (vitamina B1), que ajuda a melhorar a circulação sanguínea no couro cabeludo. Isso acelera processo de crescimento do cabelo e fornece oxigênio para os folículos pilosos dos cabelos. Sua vitamina B12 é parte da estrutura do cabelo e também ajuda a aumentar a dimensão média dos folículos. As vitaminas do complexo B também podem ser encontradas em ovos, carnes e castanhas.

iStock
Imagem: iStock

Banana
Exemplo de alimento rico em magnésio. A enzima denominada superóxido dismutase (SOD) degrada o superóxido de oxigênio e o peróxido de hidrogênio, sendo um poderoso antioxidante de nosso organismo. O magnésio é parte constituinte do SOD2 que, no cabelo, previne desordens no folículo piloso, onde é produzida a queratina, proteína formadora do fio. Desse modo, tem seu papel em manter o cabelo mais saudável.

iStock
Imagem: iStock

Espinafre
A falta de ferro no organismo faz com que haja menor quantidade de hemoglobina circulando no sangue. E quando os folículos pilosos não recebem a quantidade necessária de oxigênio e nutrientes, os fios tornam-se finos e podem cair com mais facilidade também. Nas mulheres, por causa da menstruação, isso é mais frequente. A solução é ingerir alimentos com ferro junto com fontes de vitamina C (frutas ácidas e verduras), que aumenta a absorção do nutriente.

iStock
Imagem: iStock

Abacate
Rico em gorduras mono e poli insaturadas, fitoesteróis, ácido alfa-linolênico e carotenoides, reduz a inflamação. Todos os alimentos anti-inflamatórios fazem bem para o cabelo, por diminuírem as micro inflamações que ocorrem nos folículos pilosos, que podem alterar e causar desordens na produção de queratina.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Cenoura
Fonte de vitamina A, que se transforma em ácido retinoico, o princípio ativo que age sobre o folículo capilar. Tanto a sua falta quanto o excesso são prejudiciais para o cabelo. Por isso, suplementar vitamina A deve ser exceção e não regra. Além da cenoura, dá para conseguir níveis necessários com espinafre, manga e mamão, por exemplo.

Veja também:

Melhor maneirar

Getty Images
Imagem: Getty Images

Açúcar refinado
Todos os alimentos que provocam radicais livres e micro inflamações no nosso organismo são prejudiciais aos fios. Quando essa inflamação é constantemente conduzida por dietas com altos índices glicêmicos e alto teor de açúcar, ela ataca o sistema imunológico, tornando-se um problema para a boa saúde do cabelo.

iStock
Imagem: iStock

Álcool
Acelera a criação de radicais livres e micro inflamações no nosso organismo, o que prejudica os fios ao reduzir a quantidade de vitaminas importantes para a saúde deles, como zinco e ácido fólico, fazendo com que o cabelo enfraqueça e cresça lentamente.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy