menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Estudo feito em 50 mil pessoas mostra que fumar pode causar perda auditiva

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem

14/03/2018 11h56

O tabagismo não está “apenas” associado a doenças cardíacas, câncer e AVC. Um novo estudo mostrou que o hábito pode aumentar os riscos de perda de audição. Publicada pela Oxford University Press nesta quarta-feira (14), a pesquisa analisou os efeitos da nicotina e do tabaco em mais de 50.000 participantes por 8 anos. Os pesquisadores analisaram os dados de exames anuais de saúde, que incluíam testes de áudio realizados por um técnico e um questionário de estilo de vida, preenchido por cada participante.

Foram examinados os efeitos do status de tabagismo (atual, anterior e nunca fumou), o número de cigarros fumados por dia e a relação entre o tempo em que a pessoa ficou sem fumar com a perda auditiva.

Veja também:

Nos resultados, os pesquisadores observaram um aumento de 1,2 a 1,6 da perda de audição entre fumantes atuais em comparação com quem nunca fumou. O aumento do risco diminuiu nos 5 anos seguintes ao término do tabagismo.

De acordo com o principal autor do estudo, Huanhuan Hu, do Centro Nacional do Japão para Saúde e Medicina Global, o estudo fornece fortes evidências de que o tabagismo é um fator de risco independente de perda auditiva. "Esses resultados sustentam que o tabagismo é um fator causal para a perda de audição e enfatiza a necessidade de controle do tabaco para prevenir ou atrasar o desenvolvimento da perda auditiva", diz.

No entanto, a equipe de cientistas responsáveis pela pesquisa afirma não ter encontrado uma explicação de causa e efeito entre o tabagismo e a audição. Os resultados apenas encontraram uma associação entre os dois.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy