menu
Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito

Fugir do treino de pernas é um erro. Veja 6 motivos para malhar a região

iStock
Imagem: iStock

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

13/03/2018 04h00

Diferentemente das mulheres, que adoram malhar pernas, muitos homens torcem o nariz na hora de fazer exercícios para os membros inferiores. Vários deles, inclusive, simplesmente ignoram o treino para essa parte do corpo, o que é um grande erro. 

As pernas são responsáveis por transportar todo o nosso peso. Se não fortalecê-las, além de ficar com um corpo desproporcional, você pode prejudicar sua mobilidade, sua postura e até ter dores na coluna. Trabalhar a região ainda auxilia a queimar gordura e até a ganhar músculos no corpo todo. Descubra os principais benefícios que o treino de pernas traz a você.

Veja também: 

1. Ajuda no emagrecimento

Nas pernas estão alguns dos maiores músculos do corpo, como os quadríceps e isquiotibiais, localizados na parte da frente e de trás das coxas, respectivamente. Fazer exercícios que envolvem esses grandes grupos proporciona um alto gasto calórico durante a atividade física e mantém o metabolismo acelerado depois do treino, pois o corpo precisa de muita energia para se recuperar do treino.

"Como possuem inúmeros músculos, as pernas suportam um treinamento intenso, o que também incentiva a secreção de hormônios que atuam no processo de emagrecimento”, acrescenta Rodrigo Sangion, educador físico e proprietário da academia Les Cinq  Gym, em São Paulo.

2. Aumenta a produção de testosterona 

Um estudo publicado no Journal of Strength  and  Conditioning  Research mostra que fazer agachamento e leg  press, dois exercícios clássicos para as pernas, estimula a produção de testosterona e GH (hormônio do crescimento) -- substâncias são essenciais para o processo de construção muscular no corpo todo. Logo, ao manter o nível desses hormônios elevado no organismo, o treino para membros inferiores contribui para os resultados dos exercícios para peito, braços, costas, ombros... 

iStock
Imagem: iStock

3. Evita dores nas costas

O treino de pernas poderá garantir maior estabilidade à coluna, que tende a se desgastar com o passar dos anos. A justificativa é que determinados músculos da parte inferior do corpo, como glúteos, quadríceps e posterior de coxas, contribuem no controle do posicionamento da pelve, o que, consequentemente, ajuda a sustentar a lombar. Por isso, pernas fracas podem prejudicar todo o equilíbrio corporal e gerar dores na coluna. 

4. Deixa o corpo mais simétrico

É comum ver homens com a parte superior do corpo enorme e pernas fininhas. Isso, obviamente, acontece porque a pessoa não trabalha como deveria os membros inferiores. “Em um momento de grande esforço, esse desequilíbrio sobrecarregará a parte fraca, no caso, as pernas, que fatalmente sofrerão algum dano”, alerta Paulo Correia, fisiologista do exercício e genética do esporte e pesquisador da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). 

iStock
Imagem: iStock

5. Evita lesões em outros esportes

As pernas são muito exigidas em atividades como futebol, vôlei, corrida de rua e ciclismo, devido a suas funções de sustentação e deslocamento. Caso os músculos da região não estejam fortes, você pode sobrecarregar articulações como joelhos, tornozelos e quadril ao praticar essas modalidades, e sofrer lesões.

6. Facilita as tarefas do dia a dia

Agachar, sentar, levantar, pular algum obstáculo, ficar na ponta dos pés para pegar um objeto no alto, empurrar algo... Esses gestos simples exigem bastante das pernas. Como você sabe, os membros inferiores ainda são responsáveis por sua locomoção --desde uma simples caminhada até subir escadas ou uma ladeira íngreme. Treinar pernas vai garantir que você encare esses "desafios" do dia a dia sem sufoco. E vale lembrar que pernas fracas podem aumentar o risco de acidentes.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy