menu
Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta

"O sonho de ser mãe me fez ganhar 20 kg, mas emagreci e virei maratonista"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Thamires Andrade

Do VivaBem, em São Paulo

01/03/2018 04h00

A contadora Valéria Mello, 36, nunca imaginou o quanto a gravidez mudaria sua vida. Após o nascimento da filha, ela começou a correr para recuperar a boa forma e se apaixonou pelo esporte. A paulista conta como perdeu 20 kg:

"Na infância, adorava comer doces, pão, refrigerante e fast-food. Mas, como gostava de praticar esportes, acho que isso compensava o cardápio cheio de tranqueiras. Sempre fui magrinha.

Isso mudou somente depois que casei. Fiz um tratamento para engravidar e foi aí que comecei a engordar. Tomei muitos hormônios e tive síndrome de hiperestimulação ovariana [resposta exagerada dos ovários após estimulação hormonal]. Meu organismo reagiu de forma 'violenta' aos medicamentos e precisei ficar internada. 

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
Nessa hora, a gente nem se preocupa com peso. Já estava grávida e fiquei seis dias na UTI e 15 dias no hospital por conta de um derrame pleural [líquido entre os pulmões]. 

Sonhava ter uma gravidez saudável, praticar atividade física e manter uma rotina ativa. Porém, na sequência, tive descolamento de placenta. Como a probabilidade de abortar era grande, fiquei em repouso absoluto. Só levantava para ir ao banheiro e andava de cadeira de rodas. Sentia medo até de espirrar e não me movimentava por nada

Sem contar que estava muito ansiosa e, como não tinha o hábito de comer bem, me afoguei nas tranqueiras nesse período.

Resultado: engordei 20 kg. Quando minha filha nasceu, fiquei por um bom tempo acima do peso, mas não me incomodava com isso. Estava tão feliz de ser mãe e lutei tanto pela minha filha que nada tirou minha alegria nesse período. Minha barriga só era reflexo daquele desejo.

Depois que ela completou dois anos comecei a ficar incomodada com os quilos a mais. Quando ia para praia, não tirava a canga, colocava a mão na frente da barriga nas fotos... Foi aí que coloquei três metas no papel: voltar a treinar, acordar às 6h para correr e emagrecer. Comecei a malhar três vezes na semana no horário de almoço. O que demorou para engatar foi a corrida.

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
Faltava eliminar 6 kg quando uma amiga me chamou para participar de uma prova de 10 km. Ela treinava com assessoria e, quando cheguei na corrida, vi um monte de gente reunida e um clima ótimo. Senti que era aquilo que queria para mim.

Comecei a treinar de manhã cedo antes de ir trabalhar. Da prova de 10 km passei para a de 21 km. Com cinco meses, completei minha primeira maratona (42,195 km). Na chegada, encontrei a minha filha e foi mágico ver que tudo isso começou por conta dela.

É incrível pensar que iniciei toda essa jornada só pela vontade de emagrecer. Nunca imaginava fazer maratonas. Hoje, encaro meu corpo como uma máquina e cuido muito bem dele, para que possa correr pelo mundo todo. Para isso, me alimento muito bem. Esse “mindset” do esporte, de que você é capaz de tudo, não basta só para quando você está em uma maratona e seu corpo não aguenta mais. É para tudo na vida, trabalho, família. Você se sente capaz de controlar tudo. 

Não vivo como atleta. Trabalho, cuido da minha filha, da casa. Acordo às 4h30 para conseguir treinar. Corro na madrugada, com medo, mas é o único horário que tenho. Acho que todo mundo pode e é capaz de conquistar o que quer, mas precisa se esforçar, não tem jeito.

Meu sonho é correr a World Marathon Majorscompetição composta de seis maratonas em Chicago, Londres, Boston, Nova York, Berlim e Tóquio. Para conseguir isso, não tem segredo: preciso me dedicar. Além dos treinos de corrida quatro vezes na semana, também nado, faço spinning e musculação. Sigo um cardápio com pouco carboidrato, pois quanto mais leve estou, melhor corro. Claro que me permito eventualmente comer uma coisinha fora da dieta. Nada em exagero é bom, por isso, gosto de achar o equilíbrio entre as coisas que dão prazer e as que vão me ajudar nas conquistas que almejo.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy