menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Meningite: 7 sinais que a criança apresenta e merecem atenção dos pais

iStock
Imagem: iStock

Marcelle Souza

Colaboração para o UOL

20/02/2018 04h01

A meningite é uma doença caracterizada pela inflamação das meninges, membradas que envolvem o cérebro. O problema é provocado por fungos, vírus ou bactérias e, se não tratado corretamente, pode gerar consequências graves, como trombose e até morte.  

“As meningites virais são mais comuns no Brasil. Em grande parte dos casos, o diagnóstico sequer é feito, pois trata-se de um quadro leve", afirma Paulo Olzon Monteiro da Silva, médico infectologista e professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Isso acontece muito em pacientes com caxumba, por exemplo: mais de 90% têm inflamação da meninge, mesmo que não apresentem sintomas. Já os quadros mais graves de meningite normalmente são causados por bactérias.

Veja também

Como evitar 

As crianças, principalmente em idade escolar, são as mais afetadas pela meningite. Para minimizar o risco de contágio os pais podem tomar medidas simples, como sempre lavar as mãos dos pequenos, não compartilhar talheres e alimentos, manter os espaços limpos e os brinquedos higienizados e, sempre que possível, evitar lugares lotados. 

Além disso, é importante a criança receber as vacinas contra alguns agentes causadores de meningite, como meningococo do tipo C, Haemophilus influenzae do tipo B, pneumococo e tuberculose. A imunização faz parte do calendário nacional do SUS (Sistema Único de Saúde). 

Porém, mesmo com todos esses cuidados, a meningite pode surgir. Aí, é importante você estar alerta aos sinais da doença listados abaixo, para manter a criança longe de complicações. “Ao notar sintomas de meningite os responsáveis devem levar a criança ao médico sem demora. Esse diagnóstico rápido é salvador”, diz Eitan  Berezin, doutor em pediatria e ciências aplicadas à pediatria pela Unifesp e consultor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

1 - Febre alta

Um dos principais sintomas da meningite é o aumento da temperatura corporal. Quando provocado pela doença, ele é difícil de ser controlado e tende a estar associado a outros sinais. “Crianças pequenas podem até ter convulsão associada à febre, dependendo do tipo de infecção”, afirma Berezin. Visão turva e confusão mental também podem acompanhar esse sintoma. Como a febre é indício de diversos problemas de saúde e até mesmo efeito de algumas vacinas, procurar um médico é a melhor alternativa para descobrir o que a criança tem. 

2 - Rigidez da nuca

Um dos sintomas comuns da doença, apesar de não aparecer em todos os casos. O pescoço da criança fica endurecido porque, com a inflamação, as sustentações da cabeça se irritam e se contraem. “Muitas não conseguem nem girar o pescoço para o lado, precisam virar o tronco junto”, diz Olzon.

Há um teste simples para identificar se o problema está associado à meningite: coloque a criança deitada sobre a cama, pegue a cabeça dela e tente flexioná-la para a frente, de modo que o queixo toque o peito. A pessoa com meningite normalmente não consegue fazer isso por conta da rigidez.

3 - Vômito

A meningite pode fazer com que os pacientes percam o apetite, tenham náuseas, dores abdominais e vômitos. Se esses sintomas surgirem associados a outros sinais, especialmente febre alta e rigidez da nuca, é importante consultar um especialista.

iStock
Como os bebês não conseguem explicar o que estão sentindo, os pais devem ficar muito atentos aos sintomas que eles apresentam Imagem: iStock
4 - Dor de cabeça

Dores fortes na região também costumam acometer pessoas com inflamação das meninges. O incômodo é intenso e se espalha por várias áreas da cabeça. 

5 - Manchas na pele

Nem todos os tipos de meningite apresentam esse sintoma, mas ele pode aparecer. As manchas estão mais associadas a doenças causadas pela bactéria meningococo e podem ser um sinal de uma infecção disseminada pelo corpo. “Quadros com lesões na pele são potencialmente mais graves”, alerta Berezin.

Uma forma de distinguir as machas de alergias ou irritações é passar o dedo na lesão: as causadas pela meningite tendem a não desaparecer com o toque.

6 - Alterações de comportamento

Em crianças com menos de três anos, sinais como manchas, vômitos e rigidez na nuca podem não aparecer. Já outros sinais, como dor de cabeça, são mais difíceis de serem notados, pois os pequenos não conseguem explicar o que estão sentindo. Por isso, é importante ficar atento se o bebê apresenta sonolência ou irritabilidade intensa, choro inconsolável ou se recusa a mamar. Essas são algumas das formas que a criança encontra para dizer que está sentindo dor e há algo errado com seu organismo.

7 - Moleira alta

Com um leve toque na parte superior da cabeça, os pais também conseguem perceber outro sintoma da meningite que pode aparecer em bebês. “O abaulamento da fontanela, ou moleira alta, pode ocorrer nas crianças pequenas por conta do aumento de pressão dentro do crânio”, diz Paulo Olzon. O sinal não surge em todos os casos, mas pode ser um forte indício de inflamação das meninges.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy