Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Quer perder peso? Aceitar que emagrecer é um feito difícil pode ajudar

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem

03/02/2018 13h52

Esqueça a positividade. De acordo com um novo estudo, ter consciência que emagrecer é muito difícil pode ser a chave para perder peso. Apesar de parecer piada, a conclusão é muito séria e foi feita por psicólogos da Universidade Drexel, nos Estados Unidos.

Veja também:

As descobertas, publicadas no periódico The American Journal of Clinical Nutrition, no entanto, foram acidentais. Os pesquisadores tropeçaram nessa ideia quando estavam investigando algo bem diferente.

Eles queriam ver se, a longo prazo, mudanças na rotina alimentar da casa seriam melhores para a perda de peso do que a terapia comportamental, que geralmente envolve uma atitude positiva. E acabaram descobrindo que aceitar a realidade pode facilitar o processo de emagrecimento.

Getty Images
Psicologia reversa fez com que os voluntários reforçassem seu autocontrole em relação aos alimentos Imagem: Getty Images

Experimento durou três anos

Para o estudo, eles dividiram 262 pessoas obesas e com sobrepeso em três grupos diferentes: um foi submetido à terapia comportamental "clássica", outro realizou mudanças em sua rotina e o último grupo substituiu suas refeições por outras menos calóricas.

A equipe acompanhou o peso dos participantes ao longo de um período de três anos, avaliando-os a cada 6 meses.

Durante o experimento, os participantes foram constantemente lembrados de como a perda de peso é desafiadora, além do papel importante da genética e de outros fatores estavam fora de seu controle.

"A razão pela qual fizemos isso não foi para desencorajá-los", disse Michael Lowe, um dos autores do estudo, "mas para dar-lhes uma sensação mais realista de quão crucial é para eles fazer mudanças duradouras em suas rotinas alimentares em casa."

iStock
Os participantes aprenderam a encarar a realidade e confrontá-la Imagem: iStock

Autocontrole é a chave

Como resultado, as pessoas do grupo que mudou a rotina tiveram uma restrição cognitiva muito maior que a dos outros grupos e, como consequência, perderam mais peso do que as que passaram por terapia comportamental. O grupo de substituição da refeição apenas se beneficiou de mudanças nutricionais.

Os pesquisadores levantam a hipótese sobre o que poderia explicar esse efeito, dizendo: "Ao questionar a utilidade de construir habilidades de autocontrole, o grupo que modificou a rotina pode ter reforçado um controle mais forte em relação aos alimentos."

Então, a conclusão é que, se você quer começar a perder peso, faça a psicologia reversa e tente se lembrar de quão difícil é.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Verônica Laino
Blog da Georgia Castro
do UOL
Chef Funcional
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
BBC
AFP
do UOL
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog Marcio Atalla
Estilo
do UOL
do UOL
Chef Funcional
Blog Nutrição sem neura
do UOL
Blog da Verônica Laino
do UOL
Blog da Georgia Castro
Chef Funcional
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
Blog Marcio Atalla
do UOL
Blog da Maria Cecília Corsi
do UOL
Blog Nutrição sem neura
Chef Funcional
do UOL
do UOL
Blog da Verônica Laino
do UOL
do UOL
Blog da Georgia Castro
Estilo
Estilo
Chef Funcional
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog da Maria Cecília Corsi
Topo